Notícias

Clínica clandestina é fechada e falso dentista é preso em Curitiba

No lugar, a polícia encontrou equipamentos em péssimas condições de higiene, próteses dentárias juntas dentro de uma gaveta e constatou a inexistência de uma estufa para esterilizar os materiais usados

Laura
Laura Luzzi / Estagiária com informações de Lúcio Oliveira, da RIC Record TV de Curitiba, e supervisão de Daniela Borsuk
Clínica clandestina é fechada e falso dentista é preso em Curitiba
(Foto: RIC Record TV Curitiba)

24 de junho de 2021 - 13:52 - Atualizado em 24 de junho de 2021 - 13:54

Uma clínica odontológica clandestina que funcionava no bairro Sítio Cercado, em Curitiba, foi interditada pela Polícia Militar. Um auxiliar de prótese dentária, Willian, que estaria se passando por dentista, foi preso.

A Polícia Militar foi verificar uma denúncia e constatou a fraude. O lugar era de extrema precariedade. Além dos equipamentos estarem em péssimas condições de higiene, não havia estufa para esterilizar os materiais e as próteses dentárias ficavam juntas dentro de uma gaveta.

O sujeito fez diversas vítimas e algumas desconfiaram da forma como o tratamento era conduzido.

“Eu estranhei ele não ter feito ponto nos dentes, não ter dado ponto depois que extraiu e não ter passado nenhum medicamento”

afirmou uma vítima idosa que teve nove dentes arrancados e não quis se identificar.

De acordo com o oficial da PM, tenente Cavalli, o homem foi detido e encaminhado para a Companhia do 13º batalhão, onde assinou um termo circunstanciado de infração penal, que vai ser encaminhado à justiça, onde Willian deve responder criminalmente.

Uma ex-funcionária do local contou à equipe do Paraná no Ar que o dono do consultório, que tem formação de dentista, raramente aparece para dar expediente. A mulher, que não quis se identificar, ainda afirmou que diversos clientes pagaram por próteses que nunca receberam.

“Os materiais de higiene eram emprestados e não fornecidos pelas empresas, ou seja, a condição de higiene era totalmente precária no local”

relatou o advogado José Augusto dos Reis.

O Núcleo de Proteção à Saúde da Polícia Civil também foi notificado e deve investigar outras possíveis vítimas do falso dentista.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.