Clima e Tempo

Vídeo: redemoinho de poeira é registrado em Marilena, no noroeste do estado

Normalmente, o fenômeno meteorológico dura poucos minutos e chega a velocidade máxima de 70 Km/h

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais
Vídeo: redemoinho de poeira é registrado em Marilena, no noroeste do estado
Foto: Reprodução/Daniela Tamarozzi

12 de julho de 2021 - 14:41 - Atualizado em 12 de julho de 2021 - 14:43

Uma moradora de Porto Maringá, em Marilena, no noroeste do Paraná, filmou dois redemoinhos de poeira que se formaram em uma área de plantação durante a tarde de domingo (11). (Assista abaixo)

De acordo com o meteorologista Lizandro Jacóbsen, do Sistema Meteorológico do Paraná (Simepar), o fenômeno é comum e, na maioria das vezes, não oferece riscos. No entanto, em casos raros, quando o redemoinho de poeira consegue crescer o suficiente, pode acabar causando estragos. 

Veja o vídeo: 

Redemoinho de poeira

Os redemoinhos de poeira, também chamados de ‘Diabo de poeira’, ocorrem quando uma bolsa de ar quente perto da superfície sobe rapidamente através do ar mais frio acima dela, formando uma corrente ascendente. Caso a condição seja adequada, a formação passa a girar e, à medida que o ar sobe rapidamente, a coluna de ar quente é esticada verticalmente, o que intensifica o efeito de rotação. 

Normalmente, o fenômeno meteorológico dura poucos minutos e chega a velocidade máxima de 70 Km/h. Mas em raras ocasiões, pode chegar a 90m de altura, com ventos superiores a 100 Km/h e ter a duração de mais de 20 minutos antes de se dissipar.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.