Clima e Tempo

Temporal causa destruição em Santa Catarina; 70 mil casas sem energia elétrica

Fortes ventos e chuvas atingiram o estado catarinense durante a madrugada

Guilherme
Guilherme Becker / Editor com informações do ND+ e da MetSul
Temporal causa destruição em Santa Catarina; 70 mil casas sem energia elétrica
(Foto: Reprodução/ Redes Sociais)

29 de maio de 2021 - 15:46 - Atualizado em 29 de maio de 2021 - 17:33

A chegada da chuva em Santa Catarina causou destruição em algumas cidades neste sábado (29). Durante a madrugada, um temporal, acompanhado de ventos fortes, atingiu o município de Campos Novos, no Meio Oeste de Santa Catarina, e deixou marcas de devastação. Dezenas de casas foram destelhadas, comércios danificados, caminhões chegaram a tombar e aproximadamente 70 mil residências ficaram sem energia elétrica.

De acordo com o ND+, até a manhã deste sábado, a Prefeitura de Campos Novos já havia registrado 60 destelhamentos. O prefeito Silvio Alexandre Zancanaro gravou um vídeo em um posto de combustível da cidade, que foi completamente destruído pelos ventos, e informou aos moradores que a distribuição de lonas está concentrada no Corpo de Bombeiros.

Zancanaro pediu que os moradores se preparem, pois existe a possibilidade de novas chuvas ainda neste sábado. Em nota, a Defesa Civil confirmou que um tornado atingiu a cidade.

Sem energia elétrica

Os fortes ventos que atingiram Campos Novos e Videira deixaram muitos moradores sem energia elétrica. Nas redes sociais, a Celesc (Centrais Elétricas de Santa Catarina) informou que os ventos derrubaram quatro torres de transmissão de 230kV da empresa Evoltz, deixando a Subestação de Videira, Caçador, Caçador Castelhano e Fraiburgo, sem energia.

A empresa relatou que está disponibilizando todas as equipes para auxiliar a transmissora Evoltz.

Até às 10h, deste sábado, 69,8 mil casas estavam sem energia. Confira os registros:

celesc chuva sc
(Foto: Reprodução/ Celesc)

Chuva recorde em Porto Alegre

A chuva que atingiu Santa Catarina neste sábado, deixou marcas no Rio Grande do Sul ontem (28). De acordo com a MetSul, Porto Alegre bateu o recorde do ano com o acumulado de 77,8 mm em apenas 24 horas

A chuva registrada foi volumosa também na região metropolitana de Porto Alegre. Os volumes, considerando diferentes redes de estações, foram de até 87 mm em Alvorada, 82 mm em Campo Bom, 80 mm em Viamão, 77 mm em Eldorado do Sul, 76 mm em Novo Hamburgo e Cachoeirinha, 74 mm em Canoas, 73 mm em Gravataí, 69 mm em Sapucaia do Sul e 68 mm em São Leopoldo.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.