Notícias

Clima adverso no Vietnã afeta comércio do café

Reuters
Reuters
Clima adverso no Vietnã afeta comércio do café
Café

18 de novembro de 2021 - 08:47 - Atualizado em 18 de novembro de 2021 - 08:50

Por Mas Alina Arifin

(Reuters) – As atividades comerciais no maior produtor de café robusta, o Vietnã, permaneceram mornas em um momento em que o clima irregular desacelerou o processo de amadurecimento dos grãos nas Terras Altas Centrais do país, enquanto os descontos permaneceram inalterados na Indonésia no final da temporada de colheita.

Agricultores nas Terras Altas Centrais, a maior área de cultivo de café do Vietnã, venderam o café por 39.900-42.000 dongs (1,76-1,85 dólar) por quilo, mudando pouco da faixa de 39.900-41.500 dongs uma semana atrás.

“Não está ensolarado o suficiente nas Terras Altas Centrais recentemente, fazendo com que os grãos amadureçam mais lentamente do que o esperado”, disse um trader do cinturão do café.

“Devido ao recente aumento nos casos de Covid-19 e medidas contra o vírus, tem havido uma grande falta de colhedores de cerejas. Portanto, seus salários também aumentaram pelo menos uma vez e meia em relação à temporada anterior da safra”, acrescentou o trader.

Os comerciantes afirmam que é muito provável que o tempo de colheita seja mais longo, o que pode afetar tanto a produtividade quanto a qualidade do grão.

Traders no Vietnã ofereceram lotes de robusta com 5% de grãos pretos e quebrados grau 2 com descontos de 280-300 dólares por tonelada para o contrato de janeiro, em comparação com a faixa de desconto de 250-260 dólares da semana passada.

Enquanto isso, os diferenciais de preço para o grão robusta Sumatra na província de Lampung permaneceram inalterados esta semana, disseram traders locais, em meio a altos preços de referência em Londres.

(Reportagem de Mas Alina Arifin em Bandar Lampung)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEHAH0JJ-BASEIMAGE