Notícias

Cientistas de Oxford criam exame de antígeno de Covid-19 de 5 minutos

Reuters
Reuters
Cientistas de Oxford criam exame de antígeno de Covid-19 de 5 minutos
Homem caminha em frente a prédio da Universidade de Oxford, no Reino Unido

15 de outubro de 2020 - 09:38 - Atualizado em 15 de outubro de 2020 - 09:40

LONDRES (Reuters) – Cientistas da Universidade de Oxford britânica desenvolveram um exame rápido de detecção de Covid-19 para identificar o coronavírus em menos de cinco minutos, disseram pesquisadores nesta quinta-feira, acrescentando que ele poderia ser usado para realizar exames em massa em aeroportos e empresas.

A universidade disse que espera começar o desenvolvimento de produto do dispositivo de exame no início de 2021 e ter um dispositivo aprovado seis meses mais tarde.

O dispositivo consegue detectar o coronavírus e distingui-lo de outros vírus com grande precisão, disseram os pesquisadores em um estudo pré-impressão.

“Nosso método detecta rapidamente partículas intactas do vírus”, explicou o professor Achilles Kapanidis, do Departamento de Física de Oxford, acrescentando que isso significa que o exame será “simples, extremamente rápido e de custo baixo”.

Os exames rápidos de antígeno são considerados essenciais para se realizar exames em massa e para se reativar economias enquanto o coronavírus ainda estiver circulando. Aqueles já em uso são mais rápidos e baratos, mas menos precisos do que os exames moleculares de PCR.

Na quarta-feira, a Siemens Healthineers anunciou o lançamento de um conjunto de exame rápido de antígeno para detectar infecções de coronavírus na Europa, mas alertou que a indústria pode ter dificuldade para atender o aumento da demanda.

(Por Alistair Smout)

tagreuters.com2020binary_LYNXMPEG9E13P-BASEIMAGE