Notícias

Chile irá incluir pessoas até 35 anos na vacinação contra Covid-19, diz Piñera

Reuters
Reuters

1 de maio de 2021 - 15:19 - Atualizado em 1 de maio de 2021 - 15:19

SANTIAGO (Reuters) – O Chile vai acelerar seu programa de vacinação contra Covid-19, garantindo maior oferta de doses para alcançar a população mais jovem, com as quais chegará à sua população mais jovem, que atualmente tem altos índices de contágio, disse o presidente do país, Sebastián Piñera, neste sábado.

Durante a apresentação sobre a situação da Covid-19, o presidente disse que há alguns dias foi assinado um acordo para entrega 3 milhões de doses adicionais da vacina chinesa Sinovac, que tem sido a principal fornecedora do plano de imunização do país.

“A maior segurança no fornecimento de vacinas permite-nos anunciar hoje que vamos acelerar o nosso programa de vacinação para chegar, o mais rapidamente possível, às gerações mais jovens, que estão sendo as mais contaminadas”, disse Piñera.

Piñera anunciou que nas próximas duas semanas toda a população saudável entre 35 e 44 anos será vacinada.

Por sua vez, o subsecretário de Relações Econômicas Internacionais, Rodrigo Yáñez, explicou que as 3 milhões de novas doses de Sinovac devem chegar durante o mês de maio. Mais um milhão chegaria em junho. A meta do governo chileno é atingir 80% da população-alvo – 15 milhões de pessoas – no primeiro semestre.

Até o momento, o Chile imunizou 8,13 milhões de pessoas com a primeira dose de vacinas, e 6,73 milhões com a segunda. O Chile soma mais de 1,2 milhão de casos e mais de 26 mil mortes pela Covid-19.

(Reportagem de Andrés Cambero)

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.