Notícias

Caso Layane: laudo comprova que vítima não consumiu drogas e assassino confesso mentiu em depoimento

Exame toxicológico foi divulgado nesta sexta-feira (28)

Guilherme
Guilherme Becker / Editor reportagem RIC Record TV, Curitiba
Caso Layane: laudo comprova que vítima não consumiu drogas e assassino confesso mentiu em depoimento
(FOTO: REPRODUÇÃO/ FACEBOOK)

28 de fevereiro de 2020 - 00:00 - Atualizado em 1 de julho de 2020 - 14:54

O laudo do exame toxicológico de Layane Czervinski, de 19 anos, que foi encontrada morta em São José dos Pinhais, no dia 20 de janeiro, revelou que a jovem havia ingerido apenas bebida alcoólica e não drogas ilícitas. O assassino confesso do crime, Miguel Ângelo Duarte, que está preso, afirmou em depoimento e também durante a reconstituição que a vítima havia consumido drogas e por isso teve um surto.

A Polícia Civil também revelou, que uma análise nos pertences de Miguel Ângelo identificou a presença de sangue. Agora a investigação vai realizar exames para comprovar se as marcas são da vítima Layane.

Layane não usou drogas ilícitas

A investigação do caso Layane recebeu nesta sexta-feira (28) o resultado do exame toxicológico da vítima. Contrariando a versão apresentada pelo homem que confessou a autoria do crime, o laudo aponta que Layane não utilizou drogas ilícitas.

Desde o início das investigações, Miguel Ângelo afirmou que havia marcado um encontro com Layane para o consumo de drogas na pracinha. Além disso, como justificativa para o golpe que teria deixado a vítima inconsciente, o homem contou que a jovem estava em surto por conta da ingestão de drogas ilícitas.

Análises também identificaram manchas de sangue na mochila e na bicicleta utilizada por Miguel Ângelo no dia do crime. Agora a Polícia Civil quer identificar de quem é o sangue.

O caso segue sendo investigado pela Delegacia da Mulher e do Adolescente de São José dos Pinhais.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.