Notícias

Casal preso por falsificar produtos alimentícios em Santa Felicidade

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

9 de junho de 2016 - 00:00 - Atualizado em 9 de junho de 2016 - 00:00

Vários produtos foram apreendidos. (Foto: Polícia Civil do Paraná)

Cerca de duas toneladas de alimentos em condições impróprias para consumo foram apreendidas

Um casal de empresários de Curitiba – atuante há mais de oito na distribuição de frios, laticínios e embutidos para restaurantes, pizzarias e lanchonetes de toda a cidade – foi preso sob suspeita de falsificar produtos alimentícios em um estabelecimento do bairro de Santa Felicidade.

Cerca de duas toneladas de alimentos em condições impróprias para consumo foram apreendidas por policiais da Delcon (Delegacia de Crimes Contra a Economia e Proteção ao Consumidor), em conjunto com agentes da Vigilância Sanitária de Curitiba e fiscais do Ministério da Agricultura.

Segundo a polícia, o casal comprava produtos clandestinos, sem origem comprovada, sem marca, sem inspeção sanitária e próximos ao vencimento, trocando a embalagem e recolocando-os no mercado de maneira ilícita.

“O armazenamento dos produtos estavam sem higiene adequada. Com novo rótulo e nova data de validade, diferente do produto originalmente adquirido, eles prorrogavam de maneira inadequada e ilegal o prazo dos alimentos”, realata o delegado-titular da Delcon, Guilherme Rangel.

A dupla responderá pelos crimes de mercadoria imprópria para consumo e falsificação de selo sanitário. Se condenados poderão pegar até oito anos no prisão.
Entre os produtos apreendidos estão, queijo, presunto, calabresa, bacon, peito de peru, entre outros.

As investigações continuam com o objetivo de identificar a participação de outras empresas neste esquema criminoso. As marcas utilizadas pelos empresários também serão investigadas.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.