Notícias

Realidade virtual: casal de paranaenses cria experiências de relaxamento e bem-estar no YouTube

O Lá Nas Alturas proporciona experiências imersivas de relaxamento, enquanto desperta o interesse sobre práticas de bem-estar

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais
Realidade virtual: casal de paranaenses cria experiências de relaxamento e bem-estar no YouTube
Foto: Jessica Bruning - Vertical

20 de abril de 2020 - 00:00 - Atualizado em 15 de setembro de 2020 - 07:13

O avanço tecnológico tem transformado a forma como vivemos e muitas vezes pode representar um obstáculo para uma vida equilibrada. No entanto, novas tecnologias já estão sendo utilizadas também para incorporar uma nova dimensão ao bem-estar. Como é o caso das produções apresentadas por Ana Gutierrez no Lá Nas Alturas, canal onde conteúdos de relaxamento, produzidos em conjunto com o marido Diego Gutierrez, são disponibilizados gratuitamente no YouTube.

Lá Nas Alturas

O Lá Nas Alturas proporciona experiências imersivas de relaxamento, enquanto desperta o interesse sobre práticas de bem-estar. Utilizando uma combinação de técnicas, como o estímulo de gatilhos ASMR, meditação, exercícios de respiração e imaginação guiada, os vídeos em realidade virtual (VR) 180º transportam o público para um lugar de paz, calma e tranquilidade.

Você pode escolher entre ter uma experiência lúdica em clima futurista, na qual Ana guia o seu escaneamento corporal em uma meditação ilustrada inspirada na técnica mindfulness, que direciona sua atenção para sensações corporais, promovendo relaxamento da cabeça aos pés. Ou ser transportado para o sossegado ambiente do deserto de Joshua Tree, na Califórnia, em uma meditação guiada que te convida a observar o seu redor e perceber o próprio mundo interior, enquanto respira fundo, desacelera e se conecta com os seus sentidos.

Há também a opção de deitar e simplesmente recarregar as energias em uma tenda aconchegante durante uma sessão de relaxamento sonoro, sendo envolvido pelas vibrações de instrumentos que estimulam o bem-estar, como a tigela tibetana, pau de chuva e um tambor que simula o som do oceano. E até mesmo fazer uma viagem por dentro da sua própria mente, em uma experiência que convida a observação dos pensamentos e a prática da respiração consciente.

Crie experiências de relaxamento e bem-estar:

O projeto é resultado da participação do casal no VR Creator Lab, programa criado pelo YouTube, uma empresa Google, em parceria com a VRScout, referência internacional em realidade virtual, que visa popularizar a produção com essa tecnologia entre os criadores de conteúdo da plataforma.

Diego e Ana foram os únicos brasileiros a serem selecionados para receber esse treinamento avançado no segundo semestre de 2019 em Los Angeles, CA. Eles mergulharam no universo da VR 180º, focados em aplicar o aprendizado nos vídeos de relaxamento ASMR, outro fenômeno do mundo virtual, do qual Ana já é um dos nomes conhecidos no Brasil, com sua abordagem diferenciada que une o universo do autoconhecimento e bem-estar holístico ao formato popularizado na rede, com propósito e conteúdo valioso para quem procura momentos de paz interior. Lá Nas Alturas já conta mais de 15 milhões de visualizações em suas publicações.

Cibercultura

ASMR é a sigla para Autonomous Sensory Meridian Response (ou Resposta Sensorial Autônoma do Meridiano). Basicamente, se refere a um fenômeno sensorial caracterizado por sensações agradáveis de relaxamento e formigamento em algumas partes do corpo, que se manifestam em resposta a estímulos visuais, auditivos e cognitivos, como sussurros, fala suave, movimentos das mãos, entre outras possibilidades. O neologismo é um autêntico filho da cibercultura e vêm se popularizando significativamente nos últimos anos em todo o mundo.

A partir desse fenômeno, a comunidade online começou a criar vídeos simulando esses gatilhos, o que já se tornou uma técnica de relaxamento. Cada ASMRtist, termo utilizado para nomear criadores desse tipo de conteúdo, trabalha e estimula esses gatilhos de uma maneira diferente, e o céu é o limite para a criatividade. Você pode encontrar todos os tipos de vídeos ASMR no YouTube, desde simulações de cirurgia em frutas, sons de massinhas de modelar e até simulações de limpeza de ouvido com microfones feitos especialmente para isso.

No entanto, o Lá Nas Alturas considera o movimento ASMR como uma grande oportunidade para introduzir hábitos saudáveis, como a meditação e o autocuidado e fornecer educação sobre bem-estar para esse público. “Estamos sempre trabalhando em intervenções positivas no formato de vídeo ASMR, ou seja, sussurrando, com fala suave, com movimentos das mãos e estimulando outros gatilhos, fazemos o nosso melhor para criar vídeos interessantes, confortáveis e que agreguem informações que façam a diferença no dia a dia das pessoas”, diz Ana.

Vivência

O casal conheceu a técnica em 2016, com uma praticante que escreveu para o Somos OM, primeiro canal da dupla. Ana estava sob pressão nos estudos e os vídeos a ajudaram a relaxar, concentrar-se e dormir mais rápido.

“Para mim o momento antes de dormir é Sagrado, então comecei a buscar por vídeos de ASMR relacionados a meditação, autoconhecimento, espiritualidade e bem-estar holístico, mas na época não encontrei” Depois de utilizar os vídeos de ASMR comuns por algum tempo, Ana se sentiu inspirada “Em uma meditação tive um insight para fazer vídeos de ASMR integrados com as minhas formações holísticas, práticas pessoais e conhecimentos que desenvolvi no período em que morei e trabalhei no Ashram na Índia”, comenta

Dentre a bagagem de conhecimentos que o casal utiliza para a criação dos vídeos estão certificações em Saúde e Medicina Integrativa, pela Universidade de Minnesota, que inclui Meditação Mindfulness em cuidados de saúde integrativos, Meditação por Imaginação Guiada dentre outras técnicas; Aconselhamento de Bem-Estar Existencial pela Universidade KULeuven, também agregam as experiências que obtiveram no tempo em que viveram na Índia, onde foram iniciados na técnica terapêutica Reiki e trabalharam como Sevaks, servidores voluntários, no Parmarth Niketan Ashram, uma das mais importantes e tradicionais instituições espirituais de Yoga e Meditação da Índia, situada nas margens sagradas do rio Ganges, em Rishikesh, considerada a capital mundial do Yoga. Além disso, Ana é formada em Comunicação Social e Diego em Design Digital, ambos pela PUCPR.

Ana-Gutierrez-Lá-Nas-Alturas

Foto: Jessica Bruning

Para Ana, o ASMR pode contribuir como uma nova terapia, com potencial para ser utilizada de forma integrada e complementar em tratamentos convencionais de saúde.

“Uma terapêutica popular nascida na era digital, criada pelo povo da internet, para o povo da internet, com base em suas próprias percepções de sensações bem-estar”, afirma ela, acrescentando que a ciência por trás dessa experiência deve ser mais explorada, mas “alguns estudos confiáveis ​​já sugerem que pode ser um método efetivo para reduzir sintomas relacionados a saúde mental e dificuldade para desacelerar”

A melhor resposta tem vindo dos internautas que encontram no canal Lá Nas Alturas a serenidade perdida. É uma interação muito especial e o retorno sobre os resultados é positivo.

“Muitas pessoas que sofrem com insônia, ansiedade, síndrome do pânico, estresse e depressão relatam melhoras significativas e muitas vezes são depoimentos de quem não tinha melhora nem com medicamentos e hoje estão bem”, conta ela. “Claro, vale o aviso que apesar das técnicas ASMR e meditação utilizadas já terem algum embasamento científico com seus benefícios evidenciados por algumas pesquisas, esse conteúdo não substitui tratamento com profissional de saúde capacitado e serve apenas para fins complementares de relaxamento e bem-estar”, finaliza.

Confira os vídeos do canal Lá Nas Alturas:

botao-youtube