Notícias

“Matei porque eu te amo”, diz carta de idoso suspeito de esfaquear esposa

O homem de 70 anos deixou duas cartas ao lado do corpo da esposa; ele confessou o crime para uma de suas filhas

Caroline
Caroline Berticelli / Editora
“Matei porque eu te amo”, diz carta de idoso suspeito de esfaquear esposa
O idoso afirma que amava a esposa. (Foto: Montagem/RIC Mais)

10 de setembro de 2019 - 00:00 - Atualizado em 1 de julho de 2020 - 15:37

Ezequiel Rodrigues de Meira, de 70 anos, é suspeito de matar a esposa Marisa de Oliveira, de 55 anos, na madrugada desta terça-feira (10), com uma facada. Após o crime, o idoso deixou  duas cartas que falam sobre seu amor pela vítima ao lado do corpo. 

O assassinato ocorreu dentro da residência do casal na Rua da Paz, no bairro Plano Deodoro, em Piraquara, na Região Metropolitana de Curitiba. “Após a bebida eles entraram na residência, brigaram e ele desferiu uma facada no pescoço dela. Foi uma facada só”, explicou o investigador Sérgio Klein.  

Vejas as cartas deixadas pelo idoso que esfaqueou a esposa

Nas duas mensagens, o suspeito fala diz que ama a mulher que matou. Na primeira, ele escreveu:

“Marisa, eu te matei porque eu te amo. Vá com Deus minha querida”

Enquanto na segunda, ele confessa que a esposa era uma pessoa muito querida: 

“Marisa foi a mulher mais querida da minha vida. Vá com Deus meu amorzinho”

Suspeito confessou o crime

Após esfaquear a esposa e deixar os bilhetes, de acordo com familiares de Ezequiel, ele foi até a casa de uma das filhas e confessou que havia matado a companheira. Na sequência, ele fugiu levando uma corda.. 

Segundo Daiane de Souza, neta de Ezequiel, a família espera que a avô seja punido. “Justiça, ela não merecia isso”, declarou a jovem. 

Relacionamento conturbado

De acordo com a Polícia Civil, o casal morava junto há quatro anos e o relacionamento era conturbado. A própria família de Ezequiel afirma que ele bebia muito e, por isso, as brigas entre os dois eram frequentes. Ao longo dessas discussões, inclusive, era comum o suspeito jurar a esposa de morte

A Polícia Civil de Piraquara faz buscas para encontrar o idoso. Ele já responde pelo crime de estupro.

 

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.