Notícias

Carros capotam em diferentes acidentes envolvendo embriaguez ao volante

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

11 de fevereiro de 2017 - 00:00 - Atualizado em 11 de fevereiro de 2017 - 00:00

Celta capota após bater na porta de outro carro na Linha Verde, em Curitiba (foto: Reprodução/ RICTV)

Três pessoas ficaram feridas. Um motorista foi detido e outro fugiu no carro de um amigo

Um motorista fugiu e outro confessou ter bebidas oito latas de cerveja, em dois diferentes acidentes, na madrugada deste sábado (11), em Curitiba.

Um capotamento aconteceu na Linha Verde, no bairro Pinheirinho, em um trecho escuro e que não passou por reformas. O outro ocorreu na BR-116, no bairro Campo do Santana.

Na ocorrência da Linha Verde, um Celta capotou depois de bater na porta de outro automóvel. O motorista do Celta, responsável pela batida, fugiu. Segundo testemunhas, ele estaria com sinais de embriaguez e deixou o local no carro de um amigo. Alexsandro Silveira, 28 anos, e Débora Brenda de Souza, 15 anos, ficaram feridos e foram levados ao Hospital do Trabalhador.

A 10 quilômetros do primeiro acidente, um Gol bateu em um caminhão de coleta de lixo e também capotou, na BR-116. A passageira do veículo sofreu ferimentos leves e foi rapidamente atendida por socorristas.

O autônomo Milton Roberto de Souza, morador de Fazenda Rio Grande, na região metropolitana de Curitiba, conduzia o Gol e garantiu que não tem culpa no acidente, mas admitiu à equipe de reportagem da RICTV que bebeu aproximadamente oito latinhas de cerveja.

Agentes da Polícia Rodoviária Federal tentaram realizar o teste do bafômetro, mas Milton se recusou a fazer. Ele foi detido e levado à delegacia de delitos de trânsito.

Veja também:

Motorista bêbado bate o carro e aconselha pessoas a não dirigir após beber

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.