Notícias

Carnaval no Largo da Ordem termina em confusão e prejudica feirantes, em Curitiba

A Prefeitura de Curitiba informou que as imagens referentes a confusão vão ser analisadas

Renata
Renata Nicolli Nasrala / Editora
Carnaval no Largo da Ordem termina em confusão e prejudica feirantes, em Curitiba
Foto: colaboração

23 de fevereiro de 2020 - 00:00 - Atualizado em 1 de julho de 2020 - 14:54

Na madrugada deste domingo (23), o Carnaval no Largo da Ordem, em Curitiba, acabou em confusão por volta das 6h.

De acordo com denúncias de feirantes que se preparavam para montar suas barracas, foliões embriagados espalharam lixo pela região, furtaram trabalhadores e se envolveram em uma confusão com a Guarda Municipal (GM).

Carnaval no Largo da Ordem: entenda a confusão envolvendo feirantes, GM e foliões

Era por volta das 6h quando o Carnaval do Largo da Ordem ainda reunia diversos indivíduos no centro da capital. No local, uma confusão precisou de interferência da Guarda Municipal de Curitiba (GM).

Conforme a prefeitura, a Guarda Municipal acionou quatro equipes com 19 agentes para atender a ocorrência. Na confusão, feirantes afirmaram que o pânico tomou conta do local.

“Insegurança total, quebra quebra, prejuízo aos montadores de barracas”, afirmou um deles.

Em meio à ocorrência, um policial ficou ferido na mão por estilhaços de vidro, mas felizmente foi encaminho ao hospital e passa bem.

Em relação à limpeza da área, a prefeitura informou que o Largo da Ordem tem uma programação ao longo das 24h do dia em situações normais. Entretanto, no Carnaval é feito uma organização especial para varrição, lavagem e recolhimento do lixo.

“Nesta manhã, justamente devido à ocorrência acima, a finalização do trabalho demorou mais tempo, pois o perímetro em torno da fonte foi bloqueado. Por volta das 7h, com a liberação da área, houve reforço na limpeza, que contou ao todo com 25 pessoas. Ao término da feirinha, novamente foi retomada a limpeza”, informou a prefeitura em nota.

Além disso, a Prefeitura de Curitiba informou que as imagens referentes a confusão vão ser analisadas, e a situação deve ser investigada pela Polícia Civil.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.