Notícias

Vídeo: cães que viviam em meio a cachorro morto são resgatados de canil clandestino na RMC

Os cachorros eram vítimas de maus-tratos e ainda comiam outro cachorro morto. Donos do canil vão ser responsabilizados criminalmente.

Lucas
Lucas Sarzi
Vídeo: cães que viviam em meio a cachorro morto são resgatados de canil clandestino na RMC
Foto: Reprodução/Polícia Civil.

29 de abril de 2020 - 00:00 - Atualizado em 1 de julho de 2020 - 14:43

“Situação deplorável”, assim definiu um canil clandestino fechado pelo delegado Matheus Laiola, da Delegacia do Meio Ambiente, nesta quarta-feira (29). No espaço, em Bocaiuva do Sul, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC), foram encontrados 80 cães muito machucados. “Tinha cachorro comendo carcaça de cachorro morto”, denunciou o delegado.

A Polícia Civil chegou ao canil através de uma denúncia anônima. “A informação era de que havia um canil com animais de situação de maus-tratos e, infelizmente, confirmamos. Encontramos animais com raça e sem raça, em situações deploráveis, sem a mínima condição de estarem lá“, detalhou Matheus Laiola.

O delegado comentou que, além de os animais estarem sem nenhuma condição e muito machucados, também foi encontrada medicação. “Os remédios eram usados de maneira inadequada. Ainda estamos analisando, mas tudo indica que os remédios eram aplicados sem qualquer conhecimento ou autorização para fazer isso”, comentou.

Todos os 80 cães foram resgatados e já estão passando por consulta. O delegado destacou que no local até mesmo os policiais se assustaram com o que viram. “Nós encontramos cachorro comendo carcaça de um cachorro morto. Uma cena que chocou muito os nossos policiais”, lamentou Matheus Laiola.

A equipe da Delegacia do Meio Ambiente está analisando tudo o que foi encontrado no canil clandestino, mas o delegado já adiantou que os responsáveis vão responder criminalmente. Depois que passarem por todos os cuidados necessários, os bichinhos resgatados devem ser destinados a adoção.

canil-clandestino-bocaiuva 2

Foto: Divulgação/Polícia Civil.