Notícias

Caminhão do lixo tóxico passa por 24 pontos de coleta em fevereiro

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

6 de fevereiro de 2019 - 00:00 - Atualizado em 6 de fevereiro de 2019 - 00:00

Coleta de lixo tóxico acontece em Curitiba com frequência (Foto: divulgação)

Entre os itens que podem ser levados para descarte nos pontos oferecidos estão pilhas, baterias, toners de impressão, embalagens de inseticidas, tintas, remédios vencidos, lâmpadas e óleos de origem animal e vegetal

De acordo com um levantamento feito pela Organização das Nações Unidas (ONU), Curitiba está entre as cidades mais limpas do mundo, com uma operação que conta com cerca de dois mil funcionários que realizam a coleta do lixo de 100% das casas da capital paranaense. 

50 mil toneladas

Todos os meses são coletados cerca de 50 mil toneladas de resíduos em todos os serviço de limpeza urbana, ou 41.500 toneladas na coleta domiciliar. Em fevereiro, quem estiver esperando para fazer o descarte dos lixos considerados tóxicos pode consultar o calendário da Coleta de Lixo Tóxico para programar o descarte corretamente. 

Na lista é possível descobrir qual é o ponto mais próximo onde o caminhão do serviço vai estar, além das datas. Confira abaixo!

Calendário da Coleta do Lixo Tóxico de fevereiro (Foto: divulgação)

Calendário da Coleta do Lixo Tóxico de fevereiro (Foto: divulgação)

Desde 1998

Em Curitiba, o recolhimento de lixo tóxico é ofertado gratuitamente desde 1998, e acontece de segunda-feira a sábado, das 7h30 às 15h. O caminhão fica parado em um ponto específico da cidade, e passa por 24 locais de coleta. 

O material recebido é descarregado pelo caminhão a cada 15 dias e encaminhado a um aterro industrial para a destinação correta, conforme o tipo de resíduo. Terminais de Curitiba com maior movimento recebem o descarte de até 80 pessoas por dia.

O que é considerado lixo tóxico

O descarte indevido, junto com o lixo domiciliar ou reciclável, pode causar contaminação do solo, da água e do ar, pela liberação de metais pesados e outros componentes químicos.

Até o momento de levar para os caminhões, o lixo tóxico deve ser armazenado em casa, separado do restante do lixo para evitar riscos à saúde e ao meio ambiente.

A coleta do resíduo tóxico acontece periodicamente. O caminhão de lixo realiza um rodízio entre os terminais de Curitiba. Leve até o local de coleta mais próximo de você: pilhas, baterias, toner de impressão, embalagens de inseticidas, tintas, cola, solventes, remédios vencidos até 10 kg, lâmpadas fluorescentesaté 10 unidades, equipamentos eletrônicos portáteis, óleos de origem animal e vegetal embalados em garrafas PET de 2 litros.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.