10 de julho de 2019 - 00:00

Atualizado em 10 de julho de 2019 - 00:00

0 Comentários
Notícias

Café recua na ICE com foco em clima do Brasil; açúcar avança

NOVA YORK/LONDRES (Reuters) – Os preços do café na ICE recuaram nesta quarta-feira, com as geadas no Brasil ainda se mantendo no centro das atenções do mercado, enquanto os contratos futuros do açúcar fecharam em alta.

CAFÉ

* O contrato setembro do café arábica fechou em queda de 1,55 centavo de dólar, ou 1,4%, a 1,059 dólar por libra-peso, seu terceiro fechamento negativo em cinco sessões.

* Os preços atingiram uma máxima de sete meses na sexta-feira, a 1,1565 dólar, por preocupações com geadas durante o final de semana no Brasil, mas desde então têm retraído, à medida que o mercado avalia o impacto real das geadas.

* A Cooxupé divulgará um relatório ainda nesta quarta-feira com sua avaliação inicial do impacto das geadas. [nE5N22J00O]

* Enquanto cafeicultores brasileiros esperam danos às safras pelas geadas, investidores mantêm suas expectativas de uma produção recorde no país em 2020. [nL2N24B1AX]

* O vencimento setembro do café robusta recuou 6 dólares, ou 0,4%, para 1.430 dólares por tonelada.

AÇÚCAR

* O açúcar bruto para outubro fechou em alta de 0,15 centavo de dólar, ou 1,2%, a 12,50 centavos de dólar por libra-peso.

* A região centro-sul do Brasil produziu 2,19 milhões de toneladas de açúcar na segunda quinzena de junho, 4% a menos que em igual período do ano passado, informou a Unica. [nE6N1UG04P]

* Até esta quarta-feira, as chuvas de monções na Índia registravam níveis semanais acima da média pela primeira vez desde o início da temporada, em 1º de junho, reduzindo as preocupações com secas.

* O contrato agosto do açúcar branco fechou em alta de 2,10 dólares, ou 0,7%, a 321,40 dólares por tonelada.

(Reportagem de Ayenat Mersie em Nova York e Nigel Hunt em Londres)

Newsletter

Assine nossa newsletter e fique atualizado.

Seta COMENTÁRIOS