Coronavírus

Bruxas do Bosque Alemão, em Curitiba, contam histórias online para entreter as crianças

Lucas
Lucas Sarzi editado por Lucas Sarzi
Bruxas do Bosque Alemão, em Curitiba, contam histórias online para entreter as crianças
Bruxas do Bosque contam histórias online. Foto: Levy Ferreira/SMCS.

31 de março de 2020 - 00:00 - Atualizado em 1 de julho de 2020 - 14:48

Com o passar dos anos, elas se tornaram tão tradicionais quanto o próprio Bosque Alemão, que é um dos pontos turísticos de Curitiba. Estamos falando das bruxas que contam histórias para as crianças na Casa Encantada, que existe há 24 anos em meio às árvores do bosque tão tradicional da cidade. Por causa da pandemia do novo coronavírus, as bruxas tiveram que adaptar a contação de histórias para o mundo virtual.

Desde esta segunda-feira (30), sempre às 15h, as bruxas do Bosque Alemão vão contar histórias online para crianças e estudantes que estão de quarentena em casa, devido ao coronavírus. Basta acessar o Facebook da Prefeitura de Curitiba para acompanhar a contação de histórias, de segunda a sexta-feira.

“É uma opção para toda a família, já que não é possível neste momento a contação presencial na Casa Encantada”, destaca a secretária municipal da Educação, Maria Sílvia Bacila. Veja a primeira história contada, que teve mais de 20 mil visualizações:

Conto da Bruxa

A partir de hoje, sempre às 15h, as bruxinhas do Bosque Alemão vão contar histórias online para crianças e estudantes que estão de quarentena em casa. ?‍♀️ Acompanhe uma história da bruxa Cidinha:

Publicado por Prefeitura de Curitiba em Segunda-feira, 30 de março de 2020

Um pouco de história

Neste mês, a Casa Encantada completa 24 anos. “É um lugar onde as pessoas encontram as melhores histórias, criatividade na arte da narração e interpretação e o aconchego para receber e inspirar pequenos leitores”, ressalta Maria Sílvia.

Também conhecida como Casa da Bruxa, o local foi inaugurado no Bosque Alemão em 29 de março de 1996, na primeira gestão de Rafael Greca como prefeito. É uma das 195 unidades que integram a Rede Municipal de Bibliotecas Escolares. São 2.345 livros no acervo para empréstimos, especialmente literatura infantojuvenil.