Notícias

Bruno Covas piora e tem quadro irreversível, diz boletim médico

Prefeito de São Paulo está internado no quarto, com sedativos e analgésicos, na companhia de familiares

Giselle
Giselle Ulbrich
Bruno Covas piora e tem quadro irreversível, diz boletim médico
Bruno Covas postou foto como filho, de 15 anos, no dia 4 de maio.

14 de maio de 2021 - 20:24 - Atualizado em 14 de maio de 2021 - 20:24

O prefeito licenciado de São Paulo, Bruno Covas, teve uma piora no seu quadro de saúde nesta sexta-feira (14) e, conforme seu último boletim médico, o quadro é irreversível.

Covas está internado desde o dia 2 de maio no Hospital Sírio Libanês, na capital paulista, para tratamento de um câncer no sistema digestivo, que desencadeou metástases em ossos e fígado. Diante de seu quadro irreversível, ele está sendo mantido internado no quarto, com sedativos e analgésicos, na companhia de seus familiares.

Covas descobriu o câncer em outubro de 2019, quando foi ao hospital por outro motivo. Ele estava com erisipela (infecção), que evoluiu para trombose venosa profunda (coágulos) na perna direita. Os coágulos foram para o pulmão, causando uma embolia.

E foi no exame do pulmão que os médicos descobriram o câncer do prefeito. Estava localizado na cárdia, parte do sistema digestivo entre o esôfago e o estômago. E no estágio que foi descoberto, já tinha soltado metástases nos ossos e linfonodos. O prefeito passou por oito sessões de quimioterapia, que reduziram o tumor. E ele continuou o tratamento com imunoterapia, que ajuda o próprio corpo a criar anticorpos e combater sozinho à doença.

Em 2021, reeleito como prefeito de São Paulo, ele anunciou nova licença de 10 dias para mais uma bateria de tratamentos da doença, entre elas, sessões de radioterapia. Em abril, exames apontaram novos pontos de metástases, desta vez, nos ossos e fígado.