Notícias

Braskem pode voltar a pagar dividendos, avalia investimentos na Ásia

Reuters
Reuters
Braskem pode voltar a pagar dividendos, avalia investimentos na Ásia
Instalações da petroquímica Braskem em Maceió (AL)

5 de agosto de 2021 - 16:56 - Atualizado em 5 de agosto de 2021 - 17:00

SÃO PAULO (Reuters) – A Braskem avalia neste segundo semestre uma retomada no pagamento de dividendos, apoiada em um quadro de baixa alavancagem e resultados fortes, afirmou o presidente-executivo da petroquímica, Roberto Simões, nesta quinta-feira.

“Tem espaço para pensarmos em dividendos, sim”, disse o executivo ao ser questionado em teleconferência com jornalistas se a empresa poderia voltar com pagamentos de dividendos ainda neste ano. “Vamos voltar a discutir isso no segundo semestre…Seria natural pensar nisso pela alavancagem baixa e resultado muito forte”, disse Simões.

Na noite quarta-feira, a companhia divulgou lucro de 7,4 bilhões de reais para o segundo trimestre, refletindo a combinação de melhores preços para seus produtos petroquímicos e o efeito da alta do real contra o dólar.

Em teleconferência com analistas, o executivo avaliou que a companhia está perto do nível que considera ótimo de gestão do capital, com a dívida bruta já abaixo do patamar administrável, de 7 bilhões a 7,5 bilhões de dólares. Com isso, avaliou que a empresa está perto de retomar o grau de investimento por parte das agências de classificação de risco de crédito.

Considerando o perfil financeiro e as atuais condições para os mercados em que atua, Simões avalia que os preços das ações da Braskem estão muito baixos, mesmo já tendo subido mais de 130% em 2021, enquanto o Ibovespa subiu apenas 2%.

A empresa previu que a dinâmica global de preços de resinas que produz deve seguir positiva pelo menos até o fim de 2021, considerando restrições de oferta e aumento da demanda, à medida que a economia se recupera da crise provocada pela pandemia.

“O desconto aplicado sobre ação da Braskem não se justifica, não faz nenhum sentido”, afirmou ele.

ÁSIA

Bem estabelecida nas Américas e com operações na Europa, onde tem bases na Holanda e na Alemanha, a Braskem avalia oportunidades na Ásia, com foco nos negócios de renováveis, disse Simões, sem dar detalhes.

“Pode ser em cima de produtos que a gente já tem”, disse.

Às 15:30, a ação da Braskem mostrava queda de 5%, enquanto o Ibovespa cedia 0,15%.

(Por Aluísio Alves)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH741DK-BASEIMAGE