Internacionais

Brasileiro pega prisão perpétua por matar ex-mulher na frente da filha

Reinaldo Godinho, de 41 anos, afirmou durante julgamento que estava “cego de raiva” quando cometeu o crime

Renata
Renata Nicolli Nasrala / Editora
Brasileiro pega prisão perpétua por matar ex-mulher na frente da filha

19 de julho de 2019 - 00:00 - Atualizado em 19 de julho de 2019 - 00:00

No Reino Unido, brasileiro pega prisão perpétua após matar a ex-mulher Aliny Godinho, de 39 anos, em frente a uma das filhas do casal, em fevereiro de 2019.

De acordo com informações da BBC, Reinaldo Godinho, de 41 anos, afirmou durante julgamento nesta quarta-feira (17) que estava “cego de raiva” quando cometeu o crime.

Além do assassinato, Godinho foi acusado por porte de arma.

Brasileiro pega prisão perpétua após matar ex-mulher em fevereiro de 2019

Antes do crime, Aliny havia saído para buscar os três filhos na escola e, de acordo com as informações da rede BBC, Reinaldo a atacou na frente de uma das crianças.

Além disso, durante o julgamento, Justice Thornton, juíza responsável pelo caso, disse “você deixou sua filha vendo a mãe morrer… nenhuma criança deveria ter que ver o que sua filha de três anos viu naquele dia”.

Reinaldo foi condendo a um mínimo de 27 anos de prisão pelo homicídio da ex-mulher, e um ano pelo porte de arma.

Ambas as sentenças poderão ser cumpridas simultaneamente.

A princípio, o Itamaraty ainda não se pronunciou sobre o caso.