Brasil

Prefeito licenciado de Goiânia morre após 80 dias internado por complicações da Covid-19

Manguito Vilela recebeu a informação na UTI que havia sido eleito

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais
Prefeito licenciado de Goiânia morre após 80 dias internado por complicações da Covid-19
(FOTO: REPRODUÇÃO/ REDES SOCIAIS)

13 de janeiro de 2021 - 07:49 - Atualizado em 13 de janeiro de 2021 - 07:49

O prefeito licenciado de Goiânia, Manguito Vilela, morreu na madrugada desta quarta-feira (13) vítima de complicações da Covid-19. O político teve o resultado positivo para a doença no dia 20 de outubro, passou mais de 80 dias na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e morreu em decorrência da ação de fungos e bactérias nos pulmões. Manguito estava hospitalizado no Albert Einstein, em São Paulo.

Durante a reta final da campanha para as eleições municipais de 2020, Manguito esteve internado, porém, mesmo assim foi eleito prefeito. O filho Daniel Vilela, contou que passou a informação ao pai sobre a eleição, porém, Manguito não conseguiu tomar posse. Outras duas irmãs do político já haviam morrido por conta do coronavírus.

No dia 19 de agosto, Nelma Vilela Veloso, de 76 anos, não resistiu a doença e menos de dez dias depois, no dia 28 de agosto, Nelita Vilela, de 82 anos, também morreu.

Prefeito de Goiânia

Luiz Alberto Maguito Vilela, de 71 anos, teve uma história política em Goiás. Natural de Jataí, Manguito foi governador, vereador, deputado estadual, deputado federal e senador. Em 2007, o político foi nomeado vice-presidente do Banco do Brasil.

A partir de 2021, Manguito comandaria a capital goiana, porém, complicações da covid-19 interromperam a carreira do político. Apenas dois dias após a confirmação da doença, Manguito foi hospitalizado em Goiânia e em uma semana foi transferido para o Albert Einstein, com 75% de inflamação nos pulmões.

Manguito precisou ser entubado duas vezes e ainda utilizou uma máquina chamada ECMO, que auxilia o trabalho dos pulmões e do coração. Depois de testar negativo para o covornavírus, o político foi transferido para uma UTI comum, entretanto, os pulmões voltaram a ter complicações.

Recentemente, a equipe médica estava tratando uma infecção provocada por bactérias e fungos. Manguito deixa quatro filhos.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.