Brasil

“Nunca viu Lázaro”, afirma advogado de suposto comparsa que foi preso

Segundo o advogado dos suspeitos presos em flagrante, nem as armas apreendidas eram de verdade, mas sim espingardas de ar comprimido

Aline
Aline Taveira / Produtora com informações do repórter Nader Khalil, da RIC Record TV
“Nunca viu Lázaro”, afirma advogado de suposto comparsa que foi preso
(Foto: Reprodução)

25 de junho de 2021 - 10:23 - Atualizado em 25 de junho de 2021 - 10:23

O advogado Ilvan Barbosa, responsável pela defesa dos dois homens presos na última quinta-feira (25) suspeitos de serem comparsas de Lázaro falou com o repórter Nader Khalil, da RIC Record TV, na manhã desta sexta-feira (25). Segundo ele, Elmi Caetano Evangelista, de 74 anos, e o caseiro Alain Reis de Santana, de 33, chegaram à delegacia por volta das 21h de ontem e foram presos em flagrante.

De acordo com Ilvan, no entanto, a prisão é infundada. Isso porque os suspeitos não teriam qualquer relação com a fuga de Lázaro.

“O caseiro traz a informação de que pode ter visto Lázaro passar perto da chácara. Já o seu Elmi Caetano, desconhece. Nunca viu Lázaro e não conhece Lázaro.”, contou o advogado.

Com os presos, foram apreendidas armas que podem ter sido utilizadas por Lázaro durante os crimes dos últimos dias. Um dos homens transportava uma garrucha calibre 22, com 50 munições. Segundo o advogado, no entanto, as armas não são exemplares de armas de fogo.

“Se o senhor conseguir conseguir fazer disparos de arma de fogo com espingardas de ar comprimido, aí o senhor vai me explicar o que é. Foram encontradas duas armas de ar comprimido, que vão passar por perícia para ver se estão aptas para realizar disparos, e nada mais.”, explicou.

De acordo com a denúncia, a fazenda de Elmi já estava sendo observada e moradores vizinhos chegaram a denunciar que viram Lázaro Barbosa no local. O caseiro, Alain, seria amigo do foragido.

Ilvan, no entanto, também desmente esta informação.

“O seu Elmi é comerciante. Ele é proprietário desse imóvel rural, mas ele vai lá na hora do almoço e à tarde para cuidar dos animais. O caseiro o acompanha. Trazer para você que o seu Elmi Caetano conhece Lázaro, se eu falar isso, é uma falácia. Até porque, ele nunca viu Lázaro.”

Apesar disso, Ilvan não soube justificar a prisão em flagrante dos suspeitos. Segundo ele, a informação da Secretaria de Segurança Pública de que Elmi e Alain estariam ajudando Lázaro não foi colocada no inquérito policial.

“Há uma suspeita. Chegou para mim que teria uma suspeita que o seu Elmi e seu caseiro estariam facilitando, ajudando Lázaro de alguma maneira. Essa informação da Secretaria não chegou aqui à delegacia e não foi acostada ao inquérito policial. Então, em relação a isso, não tenho nenhuma informação a prestar.”, finalizou.

Veja imagens do momento da prisão de Elmi, postadas pelo jornalista da Record TV Roberto Cabrini e gravadas pela jornalista do Correio Braziliense, Darcianne Diogo:

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.