Brasil

Modelo brasileira morre ao cair do 12° andar de prédio no Chile; família não acredita em suicídio

Nayara Vit morava no Chile há 16 anos e ficou conhecida após participar de um programa de televisão no país. A família afirma que a modelo não tem histórico de depressão e pediu uma investigação rigorosa

Aline
Aline Taveira / Produtora com informações do Campo Grande News
Modelo brasileira morre ao cair do 12° andar de prédio no Chile; família não acredita em suicídio
(Foto: Reprodução)

12 de julho de 2021 - 16:48 - Atualizado em 12 de julho de 2021 - 16:48

A modelo brasileira Nayara Vit, de 33 anos, morreu no último dia 7 após cair do 12º andar de um prédio na área nobre de Santiago, no Chile. Ela era considerada uma celebridade no país após ter participado, em 2015, do programa “Toc Show”. Natural de Cuiabá, no Mato Grosso, Nayara morava no Chile havia 16 anos.

Guilherme Vit, irmão da modelo disse ao Campo Grande News que a família não acredita em suicídio, e que querem uma investigação rigorosa. Ele também afirmou que a irmã não tinha histórico de depressão:

“Pelo contrário, sempre foi muito alegre. O aniversário dela foi no dia 3, ela falou com todo mundo pelo telefone, estava feliz. Minha mãe conversou com ela no dia que aconteceu. Ela estava muito feliz porque a academia ia reabrir, fazendo planos para o futuro, falando do cotidiano”, conta.

Nayara deixou filha de 4 anos e estava separada do marido havia oito meses. Atualmente, se relacionava com Rodrigo Del Valle Mijac, diretor de uma empresa de tecnologia em Santiago.

Nayara e o namorado, Rodrigo Del Valle Mijac (Foto: Reprodução/Redes sociais)

A família de Nayara também contesta a versão do namorado da modelo, que afirmou que estava sentado na sala, quando ela passou correndo e se jogou da sacada.

A cremação do corpo, um dos desejos de Nayara, não será realizada, por orientação dos advogados, para não atrapalhar as investigações. A família também decidiu não trazer o corpo para velório e sepultamento no Brasil.

“Vamos para a casa da minha mãe [em União da Vitória, PR] para uma cerimônia de despedida, só nós da família. Meu pai, que mora em Florianópolis (SC), deve ir também. Depois, vamos decidir os próximos passos”, finalizou Guilherme.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.