Brasil

Menino de 2 anos é diagnosticado com câncer raro e família pede ajuda nas redes sociais

O plano de saúde da família não cobre os custos da cirurgia que será realizada, uma vaquinha online e rifas foram criadas para pagar os custos médicos da operação

Carol
Carol Machado / Produtora
Menino de 2 anos é diagnosticado com câncer raro e família pede ajuda nas redes sociais
Foto: reprodução Instagram

5 de julho de 2021 - 13:58 - Atualizado em 5 de julho de 2021 - 14:38

Uma família do Rio Grande do Sul passa por um drama enfrentado por muitos brasileiros. O pequeno Lorenzzo Machado Ribeiro de apenas dois anos foi diagnosticado com um câncer raro na cabeça. Ele já fez uma cirurgia e agora precisa de outra no valor de R$ 200 mil. A família usa as redes sociais para pedir ajuda e levantar essa quantia.

Segundo a Agência Internacional de Pesquisa sobre o Câncer (Inca), mais de 300 mil crianças e adolescentes são diagnosticados com câncer infantil. No dia 6 de abril, Lorenzzo recebeu o diagnóstico de um glioma. No entanto, logo em seguida os médicos identificaram que se tratava de um tumor embrionário com rosetas grau 4 no tronco encefálico.

“A notícia do diagnóstico nos tirou o chão, pois o Dodô era muito saudável até então e nunca se queixou de nada. Nossa vida virou. Tivemos que concentrar todas as nossas energias nele”,

conta Murilo Siqueira Ribeiro, pai de Lorenzzo.

Dodô, como é carinhosamente chamado pelos familiares já fez sessões de quimioterapia e passou por uma cirurgia no dia 12 de abril para tentar realizar a retirada do tumor. Porém, a cirurgia realizada não foi bem-sucedida. Agora, a família vai para São Paulo (SP) para um segundo procedimento com um especialista, para uma nova tentativa de retirada do tumor.

“A expectativa da cirurgia é grande e muito necessária, pois o Dodô vem apresentando sintomas de desequilíbrio por conta do tumor, mais agressivo. Então, temos certa urgência em refazer a cirurgia. Ele ficou bem durante um período, mas durante as sessões de quimioterapia ele ficou fraquinho. Estamos só esperando os exames clínicos dele para que possa marcar a cirurgia e que ele esteja apto a ela, pois é uma cirurgia de 10 horas e bastante complicada. Estamos numa expectativa boa por estar na mão de um dos melhores médico cirurgião oncológico do Brasil”, explica Murilo.

A família solicitou exames biomoleculares para que tivessem a certeza de qual medicamento seria mais eficaz após a quimioterapia. Esses exames custaram aproximadamente R$ 49 mil.

O plano de saúde da família não cobre os custos da cirurgia que será realizada na cidade de São Paulo, com um especialista, o Dr. Sérgio Cavalheiro. Por isso, a família está realizando uma vaquinha online para poder pagar a cirurgia do menino. Além da vaquinha, a família também fez rifas. Uma página no Instagram foi feita para mostrar o dia a dia do Lorenzzo.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.