Notícias

Jovem de 20 anos morre após abortar bebê com ajuda do namorado

O namorado da vítima foi preso em flagrante, mas deve aguardar as investigações em liberdade

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais
Jovem de 20 anos morre após abortar bebê com ajuda do namorado
(Foto: Reprodução)

28 de outubro de 2021 - 07:46 - Atualizado em 28 de outubro de 2021 - 07:46

Ana Carolina Pereira Pinto, de 20 anos, morreu após aplicar injeções para abortar a gestação de 27 semanas, nesta terça-feira (26), em Votorantim, no interior de São Paulo. Ela e o namorado, de 22 anos, compraram o “kit aborto” pela internet por R$1.400 e ele chegou a ser preso em flagrante por crime contra a vida, mas será investigado em liberdade.

O jovem prestou depoimento, afirmou que o casal não estava brigado e que mantinha um relacionamento há 2 anos. A gravidez teria sido descoberta há um mês. O casal conversou e, segundo o rapaz, foi Ana Carolina quem citou receio de prosseguir com a gestação. Ele ainda afirmou que o aborto foi um consenso entre os dois.

Ainda segundo o namorado de Ana Carolina, ela teria feito pesquisas sobre métodos abortivos e a compra da substancia abortiva foi realizada pela vítima, no valor de R$1.400, via PIX, e entregue na casa do rapaz. O procedimento, no entanto, foi realizado em uma pousada no bairro Campolim, na Zona Sul de Sorocaba.

Ao todo, teriam sido quatro aplicações na barriga, aplicadas com a ajuda do namorado, já que Ana Carolina teria apresentado medo de fazer tudo sozinha. A “técnica” de como injetar o medicamento, segundo o rapaz, foi explicada pela pessoa que vendeu o produto à vítima.

A mãe de Ana Carolina lamentou sua morte nas redes sociais (Foto: Reprodução)

Segundo o relato do rapaz, os dois foram trabalhar no dia seguinte e, ao final do dia, Ana Carolina começou a sentir dores fortes, cólicas e vômitos.

“Minha barriga parece que vai explodir”, ela disse, segundo o namorado.

Ela teria o questionado sobre pedir ajuda aos seus pais, mas ele afirmou que ela deveria manter manter a calma. Em depoimento, ele assumiu que a vítima insistiu em contar sobre o problema, mas foi ele que pediu para que ela não o fizesse.

Ele contou que recebeu a notícia da morte de Ana às 4h da manhã da terça-feira. Ela foi encontrada morta pelos pais em seu quarto após não atender aos chamados do despertador. O bebê também não resistiu.

Investigação

O namorado de Ana Carolina foi preso em flagrante, mas deve aguardar as investigações em liberdade, pois está colaborando com o processo investigativo e não tem antecedentes criminais. Ele também cedeu o aparelho celular, que vai passar por perícia.

Ainda não se sabe qual o medicamento usado para a realização do aborto.