Brasil

Grávida de oito meses é encontrada morta sem o bebê

Especialistas afirmam que o mais provável é que o bebê tenha sido sequestrado

Aline
Aline Taveira / Produtora com informações do Extra
Grávida de oito meses é encontrada morta sem o bebê
(Foto: Reprodução)

5 de julho de 2021 - 09:40 - Atualizado em 5 de julho de 2021 - 09:40

A morte da manicure Thaysa Campos dos Santos, de 23 anos, assassinada em setembro de 2020 e encontrada em um córrego ao lado da linha férrea, na Zona Norte do Rio de Janeiro, continua cercado de mistérios. O laudo cadavérico revelou que, além da autoria ainda desconhecida do assassinato da jovem, que estava grávida de oito meses, o bebê que ela esperava não foi encontrado no seu ventre, no exame feito por legistas no Instituto Médico-Legal.

Segundo o Extra, a perícia realizada no corpo também não localizou vestígios de placenta, ou cortes na barriga, que pudessem indicar a retirada do feto por ato cirúrgico. No entanto, o documento enfatizou que a manicure, de fato, deu à luz. O laudo não indica, porém, se isso ocorreu quando Thaysa ainda estava viva ou já depois de ter sido assassinada.

Para Nelson Massini, professor de medicina legal da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj), que analisou o laudo cadavérico a pedido do jornal Extra, o mais provável é que o bebê tenha sido sequestrado:

“O mais próximo do possível é que o feto foi levado e tenha nascido vivo.”, afirmou ao Extra

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.