Brasil

Empresária é suspeita de pagar R$200 mil para matar o namorado ‘sedutor’

A vítima era sustentada pela namorada, que decidiu planejar sua morte quando descobriu traições

Aline
Aline Taveira / Produtora com informações do R7
Empresária é suspeita de pagar R$200 mil para matar o namorado ‘sedutor’
(Foto: Reprodução)

1 de julho de 2021 - 12:26 - Atualizado em 1 de julho de 2021 - 12:26

A empresária milionária Anne Cripirano Frigo é acusada de participação na morte do namorado, Vitor Lúcio Jacinto, no dia 17 de junho deste ano. Ela teria pago R$ 200 mil para um corretor de imóveis executar o crime.

Imagens de um circuito de segurança, exibidas no Jornal da Record desta terça-feira (29), fortalecem as suspeitas. O corretor de imóveis aparece no vídeo em frente à casa do casal.

A mulher foi presa nesta terça-feira, juntamente com o corretor Carlos Lex Ribeiro de Souza. De acordo com as investigações, a empresária é suspeita de planejar a morte de companheiro. Anne é herdeira de uma família de industriais e mantinha união estável com Vitor, depois de se conhecerem através de um aplicativo de relacionamento. Quando começou a namorar, ele abandonou o emprego como segurança de um restaurante e começou a ser sustentado por ela.

Até que o casal começou a discutir muito, a ponto de chegar à separação. Consequentemente, Anne parou de sustentá-lo. Sem dinheiro, Vitor decidiu retomar o relacionamento. Enquanto tentavam voltar o namoro, no entanto, a milionária descobriu várias traições, o que teria a motivado a planejar a morte de Vitor, que foi morto com um tiro no peito.

Na delegacia, o corretor Carlos, que não tem antecedentes criminais, confessou o crime e disse que receberia R$ 200 mil da empresária. Ele ainda afirmou que sua motivação foi financeira e que não tem relacionamento amoroso com a mulher.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.