Brasil

Comando Vermelho teria mandado executar jogador de futebol acusado de estupro

A suposta vítima do jogador teria contado relatado aos chefes da facção sobre o estupro e, da prisão, eles encomendaram a morte do atleta

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais
Comando Vermelho teria mandado executar jogador de futebol acusado de estupro
(Foto: Reprodução)

24 de setembro de 2021 - 12:04 - Atualizado em 24 de setembro de 2021 - 12:04

O jogador de futebol Willian Santana, de 21 anos, foi encontrado morto no último dia 17 de setembro, depois de ser sequestrado dois dias antes, quando ia a uma festa de casamento com a namorada, em Sinop, no Mato Grosso. Segundo a polícia, o crime teria sido encomendado por chefes do Comando Vermelho, depois que uma menina de 12 anos contou que Willian teria a estuprado 10 meses antes.

Willian era zagueiro do Sinop Futebol Clube e foi rendido por quatro homens na frente de uma casa. Segundo o RDNews, dois suspeitos foram presos e um deles confessou a autoria do crime, que teria acontecido a mando do Comando Vermelho. Os chefes da facção que teriam encomendado a morte estão presos em Cuiabá e acredita-se, inclusive, que a negociação tenha sido feita por vídeo-chamada. Os envolvidos já foram identificados pela polícia.

O jogador também passou por clubes como o Atlético Mineiro, onde jogou até o ano passado. A polícia agora trabalha para investigar a acusação de estupro.