Notícias

Bebê nasce imunizado contra a Covid-19 após mãe tomar vacina

A mãe foi vacinada com 34 semanas de gestação

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais com informações do ND+
Bebê nasce imunizado contra a Covid-19 após mãe tomar vacina
(Foto: Arquivo pessoal/Divulgação ND+)

20 de maio de 2021 - 10:35 - Atualizado em 20 de maio de 2021 - 10:35

Um bebê nasceu com anticorpos contra a Covid-19 em Tubarão, Santa Catarina, conforme divulgado pela Secretaria de Saúde da cidade na última quarta-feira (19). A mãe, a médica Talita Mengali Izidoro, trabalhou na linha de frente na pandemia e foi vacinada com 34 semanas de gestação

O pequeno Enrico nasceu no dia 9 de abril e um teste comprovou a presença de anticorpos contra o vírus. Segundo o ND+, um dos fatores que pode ter contribuído para a imunização foi o fato de Talita ter decidido ser vacinada durante a gestação

“Eu descobri a gravidez em agosto de 2020 e aí continuei ainda na linha de frente. Eu trabalho no posto de saúde do bairro Morrotes no município de Tubarão. Então eu estava na linha de frente como médica e como gestante. Quando a gente decidiu tomar foi ali em fevereiro que eu já estava com 34 semanas, então no último trimestre da gravidez”, comentou.

O teste de neutralização SARS-COV-2 foi feito com amostras de sangue da criança por um laboratório catarinense e, logo depois, encaminhado para análise fora do estado. A família decidiu também enviar o exame para especialistas, que confirmaram o fato.

Porém, ainda não se sabe quanto tempo e como funcionará essa imunidade adquirida pelo bebê. 

“Ele tem alguma imunidade para o coronavírus, não se sabe quanto tempo que isso vai, pode ser três meses, seis meses. Pode ser também porque estou em aleitamento materno exclusivo, pode ser que esteja passando anticorpos para ele ainda. Então vamos ter que repetir o exame com três e seis meses”, projeta Talita.

O fato foi comemorado pelo presidente da Fundação Municipal de Saúde de Tubarão, Daisson Trevisol, que destacou que um estudo será realizado sobre o ocorrido. Para ele, esse fato mostra a importância da vacinação para a proteção das pessoas contra o coronavírus. 

“Isto mostra que a vacinação é importante, a vacinação protege sempre a pessoa que é vacinada e neste caso protege também o bebê de qualquer eventualidade”, ressalta Trevisol.

Para o pai da criança, tudo isso representa esperança de que dias melhores virão. 

“Acho que o momento de descoberta foi uma esperança de que tudo isso um dia vai acabar. E o fato dele já ter nascido com imunidade para nós foi uma alegria sem tamanho, porque estávamos com muito receio”, comenta o pai de Enrico, o assessor jurídico Murilo Corrêa Izidoro.