Notícias

Ambulante é espancado e morre após reclamar do preço da carne

A vítima chegou a ser levada ao hospital, mas não resistiu aos ferimentos

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais
Ambulante é espancado e morre após reclamar do preço da carne
(Foto: Reprodução)

14 de outubro de 2021 - 12:30 - Atualizado em 14 de outubro de 2021 - 12:30

Um homem de 40 anos morreu ao ser espancado em uma casa de carnes no último dia 2, em Alvorada, na Região Metropolitana de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. Wagner de Oliveira Lovato chegou a ser levado para o hospital, mas não resistiu e teve morte cerebral.

Wagner foi espancado por um funcionário do estabelecimento que estava de folga e por um amigo dele.

“Ele [Wagner] teria tido uma discussão banal. Na saída, houve uma briga. Ele tomou dois socos, se desequilibrou e bateu com a cabeça no chão. Também há relatos de que o funcionário teria chutado a cabeça dele. Um dos agressores disse que a vítima saiu do estabelecimento sem comprar nada e teria falado que a carne estava cara e que não era de qualidade”, completou.

contou o delegado Edimar de Souza, ao Metrópoles.

O delegado afirmou, ainda, que os suspeitos estavam embriagados, foram levados para a delegacia e presos preventivamente.

“A gente ainda vai analisar as câmeras de segurança e ouvir outras testemunhas, como o dono do estabelecimento e mais alguns funcionários”, relata Edimar de Souza.

Em nota, o Shopping das Carnes informou que lamenta a morte do ambulante:

“Estamos adotando todas as medidas possíveis para auxiliar as autoridades na apuração das responsabilidades neste ato criminoso em frente ao estabelecimento em Alvorada. O funcionário envolvido neste episódio inaceitável, que não estava em atividade de trabalho no momento do crime, foi afastado pela empresa e está sob custódia da polícia”, ressaltou a empresa.