Lucas
Lucas Sarzi

21 de março de 2020 - 00:00

Atualizado em 21 de março de 2020 - 00:00

Coronavírus

Bombeiros passam pelas ruas pedindo que as pessoas fiquem em casa em Curitiba, Maringá e Guaratuba

Bombeiros passam pelas ruas pedindo que as pessoas fiquem em casa em Curitiba, Maringá e Guaratuba
Foto: Reprodução.

O Paraná já tem sofrido com o aumento dos casos do novo coronavírus, mas uma ação do Corpo de Bombeiros, em três cidades, já é o aviso do que está por vir em todo o Estado. Com pedido de que todos fiquem em casa, os bombeiros passaram, na noite desta sexta-feira (20), por ruas de Curitiba, Maringá, no Norte do Paraná, e também por Guaratuba, no Litoral.

A Secretaria Estadual de Saúde informou que subiu para 36 o número de casos confirmados do novo coronavírus (covid-19) no Paraná, segundo o boletim foi divulgado nesta sexta-feira. Além disso, o Estado tem 202 casos suspeitos em investigação. Ao todo, 137 notificações foram descartadas. Dos novos infectados, oito são mulheres e cinco são homens, com idades entre 25 e 59 anos.

LEIA TAMBÉM: Governo do Paraná estabelece pena para quem não cumprir medidas contidas em decreto

Em Maringá, nesta sexta-feira começou a vigorar o decreto de situação de emergência baixado pela Prefeitura. A ideia é restringir o atendimento ao público às atividades essenciais. Nas ruas, os bombeiros pediram atenção:

Em Guaratuba, no litoral do Paraná, ainda não foram divulgados casos confirmados. Apesar disso, os bombeiros também pediram para que as pessoas fiquem em casa.

Vale dizer que a conscientização e aceitar as ordens (de isolamento domiciliar) se faz importante neste momento, principalmente para evitar que o novo coronavírus se espalhe de forma ainda mais rápida. Veja a ação dos bombeiros em Guaratuba:

Na capital paranaense, onde já são pelo menos 27 casos confirmados pelo novo coronavírus, equipes do Corpo de Bombeiros também fizeram o apelo em vários bairros, até mesmo na região central. Os caminhões foram registrados no bairro Cajuru, veja o vídeo:

Médico internado

Em Curitiba, o médico Jamal Munir Bark, de 59 anos, está internado em estado grave na UTI do Hospital Marcelino Champagnat, com coronavírus. Na capital paranaense, além do médico, outras cinco pessoas estão internadas com confirmações de Covid-19, o novo coronavírus. Destas seis pessoas, duas estão em estado considerado grave (entre elas o médico) e quatro estão estáveis.