Notícias

Bolsonaro lança pedra fundamental da segunda ponte Brasil-Paraguai

Guilherme
Guilherme Becker / Editor
Bolsonaro lança pedra fundamental da segunda ponte Brasil-Paraguai
Solenidade de lançamento da pedra fundamental da nova ponte entre Brasil e Paraguai (FOTO: KIKO SIERICH/ITAIPU)

10 de maio de 2019 - 00:00 - Atualizado em 10 de maio de 2019 - 00:00

Os presidentes do Brasil, Jair Bolsonaro, e do Paraguai, Mario Abdo Benítez, lançaram nesta sexta-feira (10) a pedra fundamental da construção da segunda ponte entre os dois países. A cerimônia foi realizada no Marco das Três Fronteiras, em Foz do Iguaçu.

A previsão é que a obra comece ainda no primeiro semestre deste ano e seja concluída em três anos.

LEIA TAMBÉM: Bolsonaro chega em Curitiba e é recebido no Palácio do Iguaçu

Construção será para desafogar Ponte da Amizade

A ponte será construída sobre o Rio Paraná e ligará Foz do Iguaçu à cidade paraguaia de Puerto Presidente Franco. O objetivo é desafogar o intenso fluxo na Ponte da Amizade, que liga Foz do Iguaçu à Ciudad del Este, e estimular o desenvolvimento regional.

Juntos somamos forças, juntos proporcionaremos dias melhores aos nossos povos. E para nós, como políticos, não existe prêmio maior que a satisfação do dever cumprido”, disse Bolsonaro, parabenizando a equipe paraguaia e os ministros brasileiros presentes no evento, Tarcísio Freitas (Infraestrutura), Sergio Moro (Justiça e Segurança Pública), Bento Albuquerque (Minas e Energia) e general Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional).

Projeção da nova ponte entre Brasil e Paraguai (FOTO: DIVULGAÇÃO)

Projeção da nova ponte entre Brasil e Paraguai (FOTO: DIVULGAÇÃO)

A cargo do Brasil, a obra será custeada pela margem brasileira da empresa Itaipu Binacional. O investimento total será de R$ 463 milhões, considerando obras da estrutura, desapropriações e a construção de uma perimetral no lado brasileiro. O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnitterá a responsabilidade de supervisionar o empreendimento, que, por meio de um convênio de delegação, será gerenciado pelo governo do Paraná.

Em nota, o diretor-geral brasileiro de Itaipu, general Joaquim Silva e Luna, explicou que o investimento será diluído ao longo do orçamento dos próximos três ou quatro anos, sem onerar a tarifa de Itaipu, para não prejudicar o consumidor brasileiro.

Terceira ponte entra em pauta

Sob responsabilidade do governo paraguaio, uma terceira ponte entre os dois países será construída sobre o Rio Paraguai, ligando a cidade de Porto Murtinho, no Mato Grosso do Sul, a Carmelo Peralta, no Paraguai. Ela será custeada pela margem paraguaia de Itaipu e deverá facilitar o acesso do Brasil ao Oceano Pacífico e abrir mercados para as produções de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

Siga o RIC Mais também no Instagram, e fique por dentro de todas as novidades!

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.