Notícias

Bolsonaro cogita voltar para o PSL ante dificuldade em criar novo partido

Reuters
Reuters
Bolsonaro cogita voltar para o PSL ante dificuldade em criar novo partido
Presidente Jair Bolsonaro, em São Paulo

13 de agosto de 2020 - 21:36 - Atualizado em 13 de agosto de 2020 - 21:40

Por Ricardo Brito

BRASÍLIA (Reuters) – O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira, em transmissão feita pelas redes sociais, que foi convidado por três partidos para se filiar e reconheceu que ainda há a possibilidade de “reconciliação” com o PSL, partido pelo qual foi eleito em 2018, mas do qual se desligou após divergências com a cúpula da legenda.

Na transmissão, Bolsonaro disse que um dos convites partiu do PTB, do ex-deputado federal Roberto Jefferson.

O presidente admitiu que não pode colocar todas as suas fichas apenas no Aliança –legenda que tenta criar desde que saiu do PSL após uma briga com o presidente do partido, deputado Luciano Bivar (PE)– e justificou isso diante da dificuldade de se formar um partido no Brasil.

Bolsonaro disse que a burocracia é enorme e a pandemia atrasou os planos para se criar o Aliança. Citou, ainda, que a formalização do partido passa pelo Tribunal Superior Eleitoral, insinuando que poderia haver resistência de alguns ministros da corte à nova agremiação partidária.

tagreuters.com2020binary_LYNXNPEG7D01B-BASEIMAGE