Notícias

‘Boas práticas da Lava Jato devem ser estendidas, aprimorando métodos’, diz Aras

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

25 de setembro de 2019 - 00:00 - Atualizado em 25 de setembro de 2019 - 00:00

Indicado para a Procuradoria-Geral da República (PGR) pelo presidente Jair Bolsonaro, o subprocurador Augusto Aras prometeu nesta quarta-feira, 25, uma “atuação firme, mas equilibrada” no cargo. Ao falar sobre a Lava Jato, Aras defendeu estender o que chamou de “boas práticas” da operação, mas citou compromisso com a impessoalidade, em referência à atuação de procuradores.

“O mérito individual dos procuradores deve sempre ser reconhecido, mas a confiança da sociedade deve se voltar às instituições em homenagem ao princípio da impessoalidade”, declarou Aras em sua fala inicial na sabatina realizada na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado. Para ele as “boas práticas” da Lava Jato devem ser estendidas a todos os níveis de atuação do Ministério Público Federal, “aprimorando métodos”

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.