Notícias

BNDES recebe 7 propostas para assessoramento em desestatização de portos

Estadão
Estadão Conteúdo

24 de junho de 2020 - 12:21 - Atualizado em 24 de junho de 2020 - 12:21

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) recebeu nesta semana sete propostas de consórcios de empresas distintas que querem atuar no assessoramento técnico do projeto de desestatização dos portos de Santos e de São Sebastião. Em maio, o Ministério da Infraestrutura assinou com o BNDES contrato para a realização dos estudos do que será feito em relação aos dois portos.

A previsão da pasta é de que os estudos sejam divulgados no primeiro trimestre de 2021 e que o leilão ocorra em 2022.

Como mostrou o Broadcast (sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado), o governo estuda a possibilidade de ter um único administrador dos portos de Santos e São Sebastião.

Entre as alternativas de desestatização estão a concessão do ativo operacional com alienação da empresa; a liquidação da empresa, em que só a concessão é repassada para o privado (modelo considerado menos provável); e a venda de ações.

“O Ministério da Infraestrutura dá continuidade à política pública de garantia da capacidade e eficiência necessárias para uma maior competitividade e redução do custo Brasil, por meio da maior participação da iniciativa privada nos investimentos de infraestrutura, em especial no setor portuário”, afirmou o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, em nota divulgada pela pasta.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.