Notícias

Bisneto de Oscar Niemeyer é criticado após comentar sobre intervenção artística

O arquiteto e presidente do Instituto Oscar Niemeyer recebeu críticas após afirmar que estava “em prantos” com a obra dos grafiteiros Osgêmeos

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais
Bisneto de Oscar Niemeyer é criticado após comentar sobre intervenção artística
(Foto: Divulgação/MON)

27 de agosto de 2021 - 17:11 - Atualizado em 27 de agosto de 2021 - 17:40

O comentário feito por Paulo Niemeyer sobre a pintura feita pelos grafiteiros Osgêmeos na fachada do Museu Oscar Niemeyer, em Curitiba, foi criticado na internet. O arquiteto e presidente do Instituto Niemeyer afirmou estar “em prantos!” com a intervenção artística no museu projetado pelo bisavô, Oscar Niemeyer.

“O que esses 2 fizeram, além de mal gosto e horrível, degenera e agride aos olhos e a alma. Principalmente a alma de quem tem na beleza e nos valores pela arte clássica e moderna, como é a de Oscar Niemeyer, uma admiração de quem vê uma Monalisa, ou um Da Vinci”, afirmou Paulo.

O desenho foi concluído na quarta-feira (25) e havia sido encomendado pela direção do próprio museu como parte da exposição da dupla, que será inaugurada no dia 17 de setembro.

Na postagem nas redes sociais, no entanto, Paulo recebeu muitos comentários negativos. “Calado, você é um poeta!”, afirmou um internauta. “Lave a boca antes de falar dos Gemêos”, respondeu outro. No Twitter, outros internautas comentaram o assunto:

Por meio de nota, o MON afirmou que o museu é vivo e que honra o legado de Oscar Niemeyer. Também afirmou que a obra é temporária e que a “solicitação teve parecer favorável do Coordenadoria do Patrimônio Cultural da Secretaria da Comunicação Social e da Cultura do Paraná – SECC, que administra o patrimônio tombado no Estado do Paraná”(confira a íntegra abaixo).

A dupla Osgêmeos, formada pelos irmãos Gustavo e Otávio Pandolfo, já expôs em diversos países e fez interferências na fachada da galeria Tate Modern, em Londres, e em um castelo na Escócia.

Nota do MON:

Como forma de divulgar a mostra “OSGEMEOS: Segredos”, realizada em parceria entre o Museu Oscar Niemeyer com a Pinacoteca do Estado de São Paulo, que ocorrerá no principal espaço do museu (Olho e dois andares de sua torre), os artistas realizaram uma intervenção artística de caráter reversível e temporário na fachada do edifício, onde costumam ser fixados banners com a programação da entidade desde sua fundação.

A obra, de caráter reversível e temporário, não afeta a volumetria do edifício, não utiliza parafusos ou outros materiais que possam afetar a estrutura ou as características do projeto arquitetônico. A solicitação teve parecer favorável do Coordenadoria do Patrimônio Cultural da Secretaria da Comunicação Social e da Cultura do Paraná – SECC, que administra o patrimônio tombado no Estado do Paraná.

O prédio do MON não tem tombamento em nível federal, o que afasta qualquer competência do IPHAN no caso (ainda mais diante da autorização expressa do patrimônio estadual, onde a obra se encontra tombada juntamente com o conjunto do Centro Cívico de Curitiba).

É importante ressaltar que instituições do mundo inteiro fazem ações semelhantes para promoção dos espaços culturais e de novas mostras para o público que circula no entorno dos museus. Entre outras, OSGEMEOS já fizeram intervenção temporária na Tate Modern de Londres, entre outras.

Em março de 2010, o Museu de Arte Moderna de São Paulo, MAM, convidou OSGEMEOS a pintar a sua fachada, o que se tornou um mural permanente e a obra foi incorporada ao acervo da instituição, o qual se tornou uma referência na cidade. O museu está localizado em um ponto turístico muito importante, o Parque do Ibirapuera, e seu edifício está inserido no conjunto arquitetônico projetado por Oscar Niemeyer.

Assim, a obra não difere das demais ações de divulgação realizadas ao longo dos anos pelas mais diversas instituições culturais e o próprio MON, caracterizando um direito legítimo do proprietário e não representando nenhuma alteração do projeto, obra arquitetônica ou dano à honra e aos direitos do autor, Oscar Niemeyer.

Como instituição viva e atuante nas áreas de arquitetura, design, e artes visuais, o Museu Oscar Niemeyer pretende justamente manter a presença perante o público e honrar o legado do grande artista que lhe empresta seu nome, privilegiando o diálogo entre as mais diversas manifestações artísticas contemporâneas.