Notícias

Bebê atacado por macaco: veja imagens do animal no condomínio em Araucária

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

15 de novembro de 2018 - 00:00 - Atualizado em 15 de novembro de 2018 - 00:00

Macaco bugio atacou um bebê que estava dentro do apartamento, em Araucária (Divulgação)

Imagens mostram macaco bugio circulando pelo condomínio onde bêbe foi atacado

Imagens obtidas pela RICTV mostram o macaco da espécie bugio circulando na área externa do apartamento em Araucária, na região metropolitana de Curitiba. Veja o vídeo abaixo!

O bebê atacado pelo macaco bugio na noite de terça-feira (13) sofreu ferimentos graves, permanece internado no Hospital do Trabalhador, na região sul da capital, e vai precisar passar por uma cirurgia plástica para reconstrução da testa. 

Vídeo de macaco bugio

Moradores reclamam que o macaco bugio está solto há quatro meses. O animal entrou na casa da família próximo ao horário do jantar e atacou uma das filhas dos moradores, uma criança de um ano e dez meses.

De acordo com os pais da vítima, a criança estava na cadeirinha de alimentação quando o macaco entrou pela porta da sacada dentro do apartamento e jogou a cadeira com a bebê no chão.

A mãe, desesperada, pegou o macaco pela pelagem, e o jogou para fora da casa. No momento em que a mulher tentava tirar o animal da criança, ele acabou a mordendo no braço.

Em seguida, o animal saiu normalmente pelo condomínio enquanto o bebê atacado precisou ser levado às pressas para o hospital.

Animal foi flagrado por moradores do condomínio onde aconteceu o ataque (Divulgação)

Captura do macaco

O Portal Ric Mais entrou em contato com a Prefeitura de Araucária e com a Polícia Militar Ambiental, e a PM informou que a situação envolvendo o macaco bugio não é de responsabilidade do órgão, já que o batalhão não possui competência para retirar o animal da residência.

Além disso, a Força Verde afirmou que apenas pode fiscalizar e prevenir crimes ambientais. E que, quando um animal ataca uma pessoa, a responsabilidade de resolver a situação é do município, ou seja, deve ser feito pela Prefeitura de Araucária.

Dessa forma, o batalhão afirma que vai dar apoio a prefeitura, mesmo não sendo de sua responsabilidade, para localizar o animal. Segundo eles, a ideia é fazer uma busca no bosque ao lado do condomínio para tentar remanejar o animal para uma área mais adequada.

De acordo com o síndico do condomínio, há 40 dias providências foram solicitadas aos órgãos responsáveis, e que todos dizem que o ocorrido não é de sua competência.

 

 

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.