Notícias

Situação grave: barragens da RMC estão com apenas 37% da capacidade

Lucas
Lucas Sarzi
Situação grave: barragens da RMC estão com apenas 37% da capacidade
Foto: Geraldo Bubniak/AEN.

17 de junho de 2020 - 18:51 - Atualizado em 1 de julho de 2020 - 14:39

Se engana quem pensa que as chuvas que atingiram Curitiba e Região Metropolitana nos últimos dias mudaram a situação do abastecimento. As quatro barragens, que formam o Sistema de Abastecimento Integrado (SAIC), estão com média de 37,88% de reservação. A informação foi divulgada pela Sanepar nesta quarta-feira (17).

Com isso, a Sanepar optou por manter o sistema de rodízio na capital e em cidades da região. Além disso, cada vez mais se faz importante o reforço no pedido para que a população faça uso racional da água.

“Para normalizar o abastecimento, é necessário que as chuvas sejam contínuas e regulares. A previsão é que isso ocorra a partir de setembro. Portanto, a determinação é uso racional

Paulo Dedavid, diretor de operações da Sanepar.

Conforme a Sanepar, todos os dias tem sido feito o monitoramento da situação das barragens. Além disso, a empresa já adotou várias medidas de captação emergencial para garantir reservação suficiente até a chegada das chuvas.

Nesta quarta-feira, a barragem do Iraí está com 15,52% de sua capacidade, a do Passaúna, com 38,42%, a do Piraquara I, com 40,26%, e a do Piraquara II, com 96,40%.

consumo de água casas paraná
Foto: Divulgação Sanepar

Rodízio continua, veja se a sua região vai ser afetada

Por conta disso, o rodízio continua e a Sanepar já até divulgou a tabela das regiões afetadas até o próximo sábado (20. Clique aqui para acessar a tabela de rodízio de Curitiba e Região Metropolitana. A duração do rodízio é de 24 horas, mais 12 horas de período de normalização.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.