Notícias

Avaliação negativa do governo Bolsonaro bate recorde e é de 52%, diz XP/Ipespe

Reuters
Reuters
Avaliação negativa do governo Bolsonaro bate recorde e é de 52%, diz XP/Ipespe
Presidente Jair Bolsonaro durante cerimônia no Palácio do Planalto

8 de julho de 2021 - 16:45 - Atualizado em 8 de julho de 2021 - 16:45

Por Ricardo Brito

BRASÍLIA (Reuters) – A avaliação negativa do governo do presidente Jair Bolsonaro atingiu 52%, mostrou pesquisa XP/Ipespe divulgada nesta quinta-feira, um aumento de 2 pontos percentuais ante ao levantamento anterior e a pior avaliação desde o início do mandato de Bolsonaro, em meio a críticas sobre a condução da pandemia de Covid-19 no país.

Por outro lado, a sondagem apontou que 25% dos entrevistados tiveram uma avaliação positiva do governo, apontando-o como bom ou ótimo, ante 26% na pesquisa anterior. O percentual dos que avaliam a gestão Bolsonaro como regular é de 21%, ante 22% no levantamento anterior.

A pesquisa registrou ainda que a desaprovação ao governo também foi recorde desde o início do mandato, de 63%, três pontos percentuais a mais que na pesquisa anterior. O percentual dos que desaprovam a maneira de Bolsonaro governar é mais que o dobro do que aqueles que aprovam, que somam 31%, queda de três pontos percentuais em relação à pesquisa anterior.

Além disso, 50% dos entrevistados disseram ter expectativa negativa para o restante do mandato de Bolsonaro –eram 47% na pesquisa anterior–, 30% informaram ter expectativa positiva –ante 29%– e outros 17% citaram que seria regular –contra 19%.

O levantamento do instituto Ipespe para a XP Investimento também indagou a opinião dos entrevistados sobre um eventual impeachment de Bolsonaro e, em uma mudança em relação ao levantamento anterior –embora a variação tenha ocorrido dentro da margem de erro– o percentual dos favoráveis superou o dos contrários por 49% a 45%. Na pesquisa anterior, os favoráveis eram 46% e os contrários 47%.

PANDEMIA

O levantamento apontou que 59% consideram a atuação de Jair Bolsonaro no enfrentamento à pandemia de Covid-19 ruim ou péssima –contra 58% na sondagem anterior–, 22% julgaram-na boa ou ótima –mesmo patamar da pesquisa anterior– e outros 18% consideram regular –ante 17%.

Ao todo, 65% aprovaram a decisão de se instalar a CPI da Covid do Senado –contra 62% na pesquisa anterior– e outros 23% desaprovaram –ante 25%.

Pela primeira vez, a pesquisa indagou sobre as suspeitas de corrupção envolvendo a compra de vacinas, que vem sendo investigada pela CPI. Para 63% as suspeitas são provavelmente verdadeiras, ao passo que 26% apontam que são provavelmente falsas.

Para 41%, membros do governo estão envolvidos nas suspeitas, enquanto 15% acreditam no envolvimento do presidente, 28% acham que membros do governo e Bolsonaro estão envolvidos e 5% acreditam que nenhum dos dois tem envolvimento.

A pesquisa realizou 1.000 entrevistas entre segunda e quarta-feira desta semana, com margem de erro de 3,2 pontos percentuais.

tagreuters.com2021binary_LYNXNPEH6713U-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.