Notícias

Caso Magó: suspeito de assassinar bailarina é preso em Apucarana

A princípio, o indivíduo é um homem de 41 anos

Renata
Renata Nicolli Nasrala / Editora
Caso Magó: suspeito de assassinar bailarina é preso em Apucarana
FOTO: REPRODUÇÃO/INSTAGRAM MAGODANCANTE

28 de fevereiro de 2020 - 00:00 - Atualizado em 1 de julho de 2020 - 16:11

Nesta sexta-feira (28), o suspeito de assassinar a bailarina Magó foi preso em Apucarana, no norte do Paraná, logo depois do confronto de material genético do suspeito dar positivo.

A princípio, o indivíduo é um homem de 41 anos. Após ser preso em Apucarana, o homem foi encaminhado a Delegacia de Mandaguari pela Polícia Civil.

assassino magó

Foto: reprodução RIC Record TV Maringá

Suposto assassino de Magó é preso e investigação deve confirmar mais detalhes em breve; relembre o caso

bailarina Maria Glória Poltronieri Borges, de 25 anos, foi morta estrangulada com a própria peça íntima em Mandaguari, no norte do Paraná, segundo o laudo parcial do Instituto Médico Legal (IML) de Maringá.

Ainda conforme o documento, após matarem e estuprarem a jovem, os criminosos vestiram a vítima com o shorts que ela usava quando sumiu.

“Eu não tenho nem palavras. A justiça será feita, Deus fará justiça, a polícia vai encontrar essas pessoas, eu tenho certeza e eu sinto pena, é uma pena que existam ainda pessoas desse nível na nossa sociedade. A gente precisa evoluir muito pra que essas coisas possam parar de acontecer”, desabafa Ana Clara Poltronieri, irmã de Magó.

Durante a investigação, foram coletados materiais genéticos de três homens que estiveram na região da cachoeira no dia do crime.

*Em breve, mais informações