Notícias

Assassino confesso de Layane diz que matou jovem em legítima defesa

Diante de todas as provas e a confissão do homem, um mandado de prisão preventiva foi emitido contra Miguel Angelo

Renata
Renata Nicolli Nasrala / Editora
Assassino confesso de Layane diz que matou jovem em legítima defesa
(Foto: reprodução do Instagram)

22 de janeiro de 2020 - 00:00 - Atualizado em 22 de janeiro de 2020 - 00:00

Neste terça-feira (21), Miguel Angelo Duarte, de 24 anos, confessou ter sido o responsável pela morte da jovem Layane Czervinski, de 19 anos, durante um encontro com a vítima em São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, no início da madrugada de domingo (19).

Durante grande parte do dia, o depoimento dado por Hárley Vanderbill Camargo da Silva, de 25 anos, foi uma das peças que faltava no quebra-cabeças da investigação.

Assassino confesso de Layane foi descoberto após mãe e irmão da vítima entregarem celular usado pela jovem na delegacia

Na Delegacia da Mulher de São José dos Pinhais, o rapaz deu entrada às 9h30 acompanhado da mãe. No local, foram aproximadamente oito horas de depoimento à delegada Luci Santiago, responsável pelo caso.

De acordo com suspeitas iniciais da polícia, Hárley teria sido o amigo com quem Layane combinou um encontro. Entretanto, informações repassadas pelo rapaz e sua mãe comprovaram o contrário.

Segundo a mãe de Hárley, o filho não saiu de casa no dia do crime, e não se encontrou com a vítima em nenhum momento naquele final de semana.

No período da tarde, o amigo da vítima permaneceu na delegacia. No local, a mãe e o irmão de Layane chegaram para entregar a delegada um celular usado pela jovem no dia de seu desaparecimento.

Layane

Foto: reprodução do Facebook

Conforme eles, o aparelho estava sendo usado por Layane antes da jovem deixar a residência para se encontrar com o seu assassino.

Na delegacia, dona Inês explicou que a celular da filha estava quebrado, e por isso ela usava o seu telefone para se comunicar com amigos nas redes sociais.

Após o crime, ela e o filho conseguiram descobrir a senha de um dos aplicativos usados por Layane, e chegaram até a conversa da jovem com Miguel. Essa foi a última peça que faltava para completar o quebra-cabeças.

Nas mensagens, Layane combinava um encontro com o assassino confesso. Veja abaixo!

Após depoimento chave, Harley deixa de ser suspeito do crime

As informações dadas à polícia na tarde de terça-feira foram fundamentais para que uma viatura saísse em busca de Miguel Angelo Duarte. Vizinhos de bairros, não foi difícil chegar até a residência do indivíduo, que é casado e mora próximo onde a jovem foi morta.

No local, Miguel e a esposa foram conduzidos a delegacia para prestar depoimento. Após a chegada do casal, Harley foi liberado depois de colher material para um exame de DNA que deverá ser anexado ao inquérito policial.

Em entrevista, o jovem confirmou que estava se relacionando com Layane desde 2019, mas que não teria participado do crime.

“Eu jamais faria isso com ela”, afirmou.

Assassino confesso de Layane admitiu o crime, mas disse que não abusou sexualmente da vítima

Dentro da delegacia, não demorou muito para Miguel confessar o assassinato da vítima e dar detalhes do que teria o motivado a cometer o crime.
Caso Layane

Foto: reprodução RIC Record TV)

De acordo com assassino confesso, ele não abusou sexualmente da jovem, e Layane foi encontrada apenas de sutiã porque ele teria arrastado o corpo pelo matagal após o crime.

Acompanhado de dois advogados, Miguel alegou que ao matar Layane agiu em legítima defesa. 

No local, de acordo com Miguel, ele e a vítima usaram cocaína e bebidas alcoólicas, e em determinado momento iniciaram uma discussão. Segundo ele, Layane teria partido pra agressão, o que então o levou a cometer o assassinato.

Além de Miguel, a esposa do assassino também foi ouvida, mas diante da confissão do marido foi liberada pela polícia. 

Layane crime São José dos Pinhais

Foto: reprodução do Facebook

Prisão preventiva e câmeras de segurança

Imagens de câmeras de segurança entregues à polícia mostram um sujeito cambaleando na rua por volta das 3h22 de domingo. Na sequência, por volta das 3h35, o mesmo rapaz aparece novamente nas imagens.

A princípio, existe a suspeita que o homem que aparece no vídeo seja o assassino confesso.

Agora, um mandado de prisão preventiva foi emitido, e Miguel Angelo deve permanecer na carceragem à disposição da justiça até o término do inquérito.

Miguel Angelo

(Foto: reprodução do Instagram)

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.