Notícias

Assalto no Paraguai: PF captura 8 suspeitos e apreende 6 fuzis

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

25 de abril de 2017 - 00:00 - Atualizado em 25 de abril de 2017 - 00:00

Durante a fuga, os bandidos tenham deixado para trás um fuzil, assim como valores em dólares, reais e pesos paraguaios que seriam parte do montante milionário roubado na transportadora de valores. (foto: Divulgação/ PF)

Oito suspeitos de participação no assalto a uma transportadora no Paraguai foram presos no Brasil entre segunda e terça; outros três morreram em confrontos

Segundo balanço divulgado pela Polícia Federal, oito suspeitos de participação no assalto à sede da transportadora de valores Prosegur, em Ciudad del Este, no Paraguai, na segunda-feira (24), foram presos no Brasil entre ontem e a madrugada desta terça-feira (25). De acordo com a PF, cerca de 20 integrantes da quadrilha envolvida no crime conseguiram cruzar a fronteira e passar para o lado brasileiro.

Na tarde de ontem, três criminosos morreram em um confronto com agentes do Núcleo Especial de Polícia Marítima (Nepom) durante a travessia em direção ao Brasil, na altura do município de Itaipulândia, a 70 quilômetros de Foz do Iguaçu.

Ainda de acordo com o balanço da PF, as buscas na região de Foz do Iguaçu resultaram na apreensão de seis fuzis, munições, dois barcos e sete veículos.

Veja também: Polícia entra em confronto com suspeitos de roubo milionário

Buscas continuam

A polícia brasileira continua trabalhando para tentar localizar os criminosos envolvidos neste crime e emitiu uma alerta para a população de Cascavel, no oeste do Paraná, sobre a presença de fugitivos na região.

Em comunicado enviado à impressa, a Polícia militar, pediu para que qualquer movimentação suspeita ou presença de pessoas estranhas sejam comunicadas imediatamente à PM, por meio do telefone 190.

O assalto

Na madrugada de segunda-feira (24), um grupo formado por dezenas de pessoas usou explosivos para assaltar um edifício da empresa de segurança patrimonial Prosegur em Ciudad del Este, no Paraguai, em um ataque que deixou um policial morto e gerou uma perseguição que se estendeu até o Brasil, onde três suspeitos foram mortos, informaram autoridades.

De acordo com o Ministério do Interior paraguaio, além dos três mortos, pelo menos quatro suspeitos foram detidos durante uma operação na cidade fronteiriça de Foz do Iguaçu, no Paraná, na tarde desta segunda-feira.

O ministro do Interior, Lorenzo Lezcano, disse que o assalto resultou de uma operação bem planejada com a participação de 40 a 50 pessoas, supostamente de nacionalidade brasileira e integrantes de uma facção criminosa.

Um relatório interno da polícia disse que 15 carros foram incendiados durante o assalto e outros quatro foram abandonados depois do ataque, do qual teriam participado integrantes do chamado Primeiro Comando da Capital (PCC), uma das maiores organizações criminosas do Brasil.

Em comunicado, o governo brasileiro informou que o presidente Michel Temer determinou ao ministro da Justiça, Osmar Serraglio, que coloque a Polícia Federal à disposição das autoridades paraguaias para colaborar com as investigações.