Notícias

MP pede arquivamento da denúncia contra pai que atirou em suspeitos de esfaquear o filho

Homem realizou dois disparos contra os suspeitos que estavam com uma faca na mão

Guilherme
Guilherme Becker / Editor reportagem RIC Record TV, Curitiba
MP pede arquivamento da denúncia contra pai que atirou em suspeitos de esfaquear o filho
Pai concedeu entrevista após o caso ao apresentador Ricardo Vilches (FOTO: REPRODUÇÃO/ RIC RECORD TV)

21 de maio de 2020 - 00:00 - Atualizado em 1 de julho de 2020 - 14:43

O Ministério Público do Paraná (MP-PR) pediu o arquivamento da denúncia contra um pai que realizou dois disparos contra suspeitos que estariam esfaqueando seu filho, em setembro de 2019. Oito meses depois do caso registrado em Curitiba, a promotora de Justiça, Marcela Marinho Rodrigues, acatou que o homem que atirou agiu em defesa de terceiros e não será indiciado.

O documento também oferece denúncia contra os dois jovens suspeitos de darem 20 facadas na vítima. De acordo com o MP, um seria o autor das facadas e outro teria ajudado a segurar a vítima. Ambos responderão por homicídio qualificado por motivo fútil, vista que a motivação da briga teria sido uma discussão por conta do som alto.

Pai que defendeu o filho tem denúncia arquivada

A ocorrência foi registrada em setembro de 2019, em Curitiba. Após escutar som alto na casa dos vizinhos durante toda a noite, às 6h da manhã a vítima foi até o local para pedir que barulho fosse cessado. Entretanto, os participantes da festa reagiram e o jovem acabou sendo golpeado com uma faca.

O irmão da vítima percebeu a ação e logo chamou o pai que com uma arma realizou dois disparos e interrompeu as agressões contra o filho. Os suspeitos fugiram correndo, porém, foram identificados e agora terão que responder por homicídio qualificado.

Confira mais detalhes:

Confira o posicionamento da defesa do pai da vítima completo:

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.