Notícias

Argentina vence Brasil e é campeã da Copa América após 28 anos

Reuters
Reuters
Argentina vence Brasil e é campeã da Copa América após 28 anos
Argentinos comemoram título da Copa América

10 de julho de 2021 - 23:11 - Atualizado em 10 de julho de 2021 - 23:15

(Reuters) – A seleção argentina encerrou jejum de 28 anos sem título ao derrotar o Brasil por 1 x 0 neste sábado, no Maracanã, para ser campeã da Copa América 2021, o primeiro título de Lionel Messi pela seleção.

O último título argentino havia sido a Copa América de 1993.

Com gol de Ángel Di María na metade do primeiro tempo, a geração de Messi enfim pôde comemorar um troféu pela seleção, depois de vice-campeonatos da Copa América e da Copa do Mundo de 2014, e explodiu em comemoração no gramado do Maracanã.

O Brasil buscava o bicampeonato após levar o título da Copa América de 2019, também em casa. A competição deste ano foi repetida no país em cima da hora depois das desistências de Colômbia e Argentina.

A partida começou com muitas faltas e jogadas ríspidas. Logo aos 3 minutos Fred já tinha recebido cartão amarelo e pouco depois Neymar teve o short rasgado em uma das entradas que sofreu.

Na primeira boa oportunidade do jogo, a Argentina abriu o placar. De Paul fez lançamento longo, Renan Lodi não conseguiu cortar e Ángel Di María tocou por cima do goleiro Ederson, aos 22 minutos.

Os brasileiros tiveram dificuldades no primeiro tempo. Insistiram muito pelo meio e pararam na marcação forte da rival. Neymar e Everton Cebolinha tiveram chutes travados, e nenhuma chance clara foi criada.

Com Firmino na vaga de Fred no intervalo, o Brasil foi ao ataque e teve um gol de Richarlison anulado os 7 minutos por impedimento. Dois minutos depois, Neymar deu ótimo passe para Richarlison, que chutou em cima do goleiro Martínez.

O Brasil pressionou em busca do empate e teve chance com Gabriel Barbosa no final, mas o goleiro argentino defendeu.

Os poucos argentinos que estiveram no Maracanã comemoraram muito. O estádio recebeu 10% da capacidade de público – cerca de 6.500 torcedores. Todos precisaram apresentar um teste negativo para Covid-19 antes de entrar no estádio, mas “um número considerável de testes fraudulentos de PCR foram identificados entre os credenciados para os setores da Argentina e do Brasil”, afirmou a Conmebol.

A Copa América seria disputada originalmente em 2020, mas acabou adiada em um ano por conta da pandemia. Seria também jogada em duas sedes pela primeira vez na história, na Colômbia e na Argentina. No entanto, foi retirada da Colômbia em maio devido à crescente tensão social com protestos contra o governo, enquanto a Argentina deixou a organização do torneio por causa da pandemia.

O Brasil aceitou receber a competição a poucos dias do início mesmo sendo o país com o segundo maior número de mortes por Covid-19, mais de 532 mil, segundo o Ministério da Saúde. As cidades de Brasília, Goiânia, Cuiabá e Rio de Janeiro sediaram as partidas.

(Por Tatiana Ramil)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH6A012-BASEIMAGE