Notícias

Após cinco dias, trabalhadores aceitam acordo e o transporte público volta a funcionar em Londrina

Funcionários e as empresas concessionárias chegaram a um acordo em reunião realizada na tarde de terça-feira (13)

Guilherme
Guilherme Fortunato / Produtor
Após cinco dias, trabalhadores aceitam acordo e o transporte público volta a funcionar em Londrina
Foto: Click Foz do Iguaçu/ Kaká Souza

14 de abril de 2021 - 14:32 - Atualizado em 14 de abril de 2021 - 14:32

Após cinco dias, chegou ao fim na manhã desta quarta-feira (14), a paralisação do transporte público em Londrina. Os trabalhadores da Transportes Coletivos Grande Londrina (TCGL) e da Londrisul, responsáveis pelo transporte coletivo na cidade, cobravam o pagamento do salários de março.

De acordo com a prefeitura, uma reunião aconteceu na tarde de terça-feira (13) na sede da Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização (CMTU). Estiveram presentes diretores da Companhia que intermediaram o encontro, representantes do Sinttrol e das empresas concessionárias. Na reunião, as empresas se comprometeram a pagar os salários até esta quinta-feira (15), além do vale no dia 22 deste mês.

Na última segunda-feira (12), o juiz substituto da 5ª Vara do Trabalho de Londrina, Roberto Joaquim de Souza, determinou que as duas empresas comprovem o pagamentos dos salários aos colaboradores em um prazo de cinco dias.

Ficou acordado na reunião também a desistência das ações entre a empresa e o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Londrina (Sinttrol), que estão na justiça e envolvem a paralisação.

Os funcionários estavam paralisados desde a última sexta-feira (9).

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.