Notícias

Após atrasos, obra do SAMU de Londrina deve ser concluída em até 90 dias

A empresa responsável pelo trabalho havia pedido o prazo de cinco meses mas o município não concedeu

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais com informações de Laís Cardoso, da RICtv
Após atrasos, obra do SAMU de Londrina deve ser concluída em até 90 dias
(Foto: Reprodução/RICtv)

13 de janeiro de 2022 - 17:46 - Atualizado em 13 de janeiro de 2022 - 17:46

A obra da nova sede do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) de Londrina, no norte do Paraná, deve ser concluída em até 90 dias, conforme apurado pela equipe da RICtv Londrina. A construção, que começou em julho de 2020 e fica na Avenida Dez de Dezembro, tinha previsão inicial de entrega para dezembro de 2021.

Na época, o prazo foi estendido para o dia 23 de janeiro de 2022. A empresa responsável pelos trabalhos chegou a pedir mais cinco meses para a conclusão, mas o Município não aceitou. Na segunda-feira (10), fiscais da prefeitura foram até o local e constataram que só havia três funcionários trabalhando. Depois dos técnicos do município realizarem uma análise do andamento do serviço, ficaram estipulados 90 dias para a conclusão total da obra.

“Nós fiscalizamos, cobramos, pagamos em dia, fazemos as medições. Cobramos e estamos diariamente aqui na obra e o atraso é absolutamente frustrante, ninguém gosta que atrase uma obra. Evidentemente que aqui temos que reconhecer que houve motivos. Por exemplo, a contaminação do solo. Aqui era um posto de combustível e os órgãos ambientais pediram para paralisar a obra até que fosse finalizado e retirado esse material que estava contaminado. E também houve mudanças no projetos.”

explica o secretário de Planejamento, Orçamento e Tecnologia, Marcelo Canhada.

Estrutura

A construção tem mais de 2.000 m² e vai abrigar 180 funcionários. Estima-se que o SAMU atenda uma média de 650 chamadas todos os dias. No prédio, também vai funcionar a Central de Regulação de Emergências.  O custo das obras é de mais de R$ 4.5 milhões, oriundos do Governo Estadual. Já o terreno foi concedido pelo Município.

“Após a conclusão da obra, nossa expectativa é que em 60 dias a gente já esteja em funcionamento da nova base do SAMU. Esse prazo de 60 dias é necessário para que nossas equipes possam fazer todo o recheio dessa obra, que são novos móveis, novos equipamentos e ajustes, de modo que a gente consiga dar ao nosso servidor um local de trabalho adequado.”

comenta o secretário de Saúde, Felippe Machado.

Caso o prazo não seja cumprido, a empreiteira poderá ser multada.

Registrou um flagrante? Mande pro WhatsApp do RIC Mais clicando aqui e faça o portal com a gente!