Notícias

Após acidente grave com colega, motoboys fazem protesto em Curitiba

No sábado (12), um entregador de 32 anos foi atingido em cheio por um carro que atravessou a canaleta, passou pela calçada e invadiu a pista contrária; a motorista fugiu sem prestar socorro

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais
Após acidente grave com colega, motoboys fazem protesto em Curitiba
Foto: Ivan Ricardo Padilha de Lima

14 de junho de 2021 - 16:07 - Atualizado em 14 de junho de 2021 - 16:26

Inúmeros motoboys realizaram um protesto na Avenida Sete de Setembro, em Curitiba, na tarde desta segunda-feira (14), para pedir por mais atenção no trânsito e respeito com a vida. A manifestação ocorre no lugar onde o entregador Mozart Pavoni Martins Junior, de 32 anos, ficou gravemente ferido após ser atingido por um carro desgovernado no último sábado (12).

O acidente foi registrado no bairro Rebouças, em Curitiba. Na ocasião, a condutora de um veículo de passeio vinha pela Rua Nunes Machado quando cruzou a canaleta exclusiva para ônibus, passou por cima da calçada e acertou o motoboy, que seguia pela Avenida Sete de Setembro.

O motociclista sofreu mais de 10 fraturas pelo corpo, entre elas: quebrou o pé esquerdo, o fêmur em três lugares, o cotovelo em duas partes, quebrou as duas clavículas, a escápula esquerda, osso externo do peito e ainda teve duas fraturas na coluna cervical. Ele permanece internado no Hospital Cajuru, foi submetido a algumas cirurgias, mas há expectativa para alta hospitalar.

A motorista fugiu do local sem prestar socorro à vítima e deve se apresentar nas próximas horas na Delegacia de Delitos de Trânsito (Dedetran).

Uma testemunha que conversou com a RIC Record TV afirma que a condutora estava embriagada. De acordo com o relato do vigilante, ele e um colega de trabalho viram o carro acidentado e chegaram a parar para prestar ajuda.

“Chegamos a perguntar para elas [as três mulheres ocupantes do carro] se estava tudo bem, se estavam machucadas por se tratar de um acidente. Uma das moças estava bem alterada, não quis responder, a princípio, a outra estava sentada no banco do carro bem alcoolizada, estava bem desorientada, ela estava sem consciência alguma do que estava acontecendo”, contou a testemunha.

De acordo com o Programa Vida no Trânsito (PVT), coordenado de forma conjunta pelas secretarias municipais da Saúde e de Defesa Social e Trânsito, em 2020, 181 pessoas morreram em 178 acidentes ocorridos no trânsito da capital paranaense. A maioria dos mortos foram motociclistas com 69 óbitos, seguidos por 65 pedestres, 29 ocupantes de automóvel e 15 ciclistas.

Assista ao vídeo do acidente:

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.