Notícias

Anvisa proíbe venda de lote de extrato de tomate Quero com pelo de roedor

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

20 de fevereiro de 2017 - 00:00 - Atualizado em 20 de fevereiro de 2017 - 00:00

Lote L. 11 07:35 do produto extrato de tomate da marca Quero é retirado das prateleiras. (Foto: Reprodução/Pixabay)

A proibição vale para todo o território nacional e está publicada no Diário Oficial da União desta segunda-feira (20)

A distribuição e a venda de um lote do extrato de tomate da marca Quero, fabricado pela Heinz Brasil, foram suspensas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), após laudo constatar presença de pelo de roedor no produto. A proibição vale para todo o território nacional e está publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta segunda-feira (20).

De acordo com a Anvisa, o laudo “apresentou resultado insatisfatório ao detectar matéria estranha indicativa de risco à saúde humana, pelo de roedor, acima do limite máximo de tolerância pela legislação vigente”.

A punição é sobre o “lote L. 11 07:35 do produto extrato de tomate da marca Quero, produzido por Heinz Brasil S.A (CNPJ 50.955.707/0004-72), localizada na Rodovia GO 080 Km 26, Nerópolis-GO”. Pela decisão da Anvisa, a empresa deverá recolher todo o estoque do lote insatisfatório existente no mercado.

A Quero Alimentos afirmou que a publicação do Diário Oficial desta segunda foi um ato meramente protocolar e que “já tomou as providências aplicáveis para retirar todo o referido lote do mercado em agosto de 2016, quando tomou ciência do ocorrido”. 

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.