Notícias

Antigo teatro recebeu grandes artistas de todo o mundo

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

21 de julho de 2019 - 00:00 - Atualizado em 21 de julho de 2019 - 00:00

Inaugurado em 1950, o Teatro Cultura Artística era um sonho antigo da Sociedade de Cultura Artística, idealizada em 1912 por Nestor Pestana, então redator-chefe do jornal O Estado de S. Paulo, com o objetivo de “promover e divulgar obras de artes plásticas e performáticas tais como exposições, concertos, recitais, conferências e espetáculos teatrais e de dança de elevado nível técnico, cultura e artístico”.

Entre 1912 e 1950, as atividades eram realizadas em palcos como o Teatro Municipal e o Conservatório Dramático Musical. E logo conquistaram espaço na vida cultural da cidade. “O que determina em principal o mérito primeiro e a utilidade magnífica da Sociedade de Cultura Artística é a qualidade musical que impõe a São Paulo, se erguendo a pioneira na apresentação de grandes virtuoses e agrupamentos estrangeiros de celebridade mundial”, escreveu Mário de Andrade em 1942, nos 30 anos da entidade sem fins lucrativos.

Muitos artistas passaram pelos palcos da Sala Rubens Sverner e da Sala Esther Mesquita, batizada em homenagem à diretora por mais de três décadas da sociedade. Entre eles, os pianistas Claudio Arrau, Arthur Rubinstein, Guiomar Novaes e Magda Tagliaferro, os compositores Camargo Guarnieri e Heitor Villa-Lobos; os maestros Kurt Masur e Pierre Boulez. E também grandes nomes do teatro brasileiro.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.