Mirian
Mirian Villa

13 de setembro de 2019 - 00:00

Atualizado em 13 de setembro de 2019 - 00:00

Notícias

“Última eleição não valeu, a intenção era enterrar o PT”, diz Alvaro Dias

A declaração polêmica veio após o âncora do RIC Mais Notícias perguntar sobre uma possível candidatura de Alvaro Dias em 2022

“Última eleição não valeu, a intenção era enterrar o PT”, diz Alvaro Dias
Alvaro Dias foi candidato à presidência nas eleições de 2018 (Foto: José Cruz/Agência Brasil)

O senador Alvaro Dias (Podemos) conversou com o jornalista Marc Sousa, no programa RIC Mais Notícias, na manhã desta sexta-feira (13) e afirmou que a última eleição, que elegeu Jair Bolsonaro, não foi refletida e sim foi uma maneira de tirar o PT das urnas.

Confira a opinião dos senadores paranaenses sobre a Reforma da Previdência aqui!

Para Alvaro Dias, Bolsonaro foi eleito por impulso

A declaração polêmica veio após o âncora do programa perguntar sobre uma possível candidatura de Alvaro Dias em 2022. O senador afirmou que seu partido está focado no Brasil de agora e que procura uma alternativa com credibilidade para a próxima eleição.

“Essa última eleição não valeu, porque houve, no meu entendimento, houve uma bipolarização burra. Extrema esquerda contra a extrema direita, como se não houvesse vida inteligente.” Em seguida, Alvaro Dias disse que a população não pode mais ser vítima das escolhas equivocadas que faz nas urnas.

Para o parlamentar, a base para a escolha de um presidente é a reflexão de cada candidato. Antes da declaração polêmica, que dá a entender que Jair Bolsonaro foi eleito por impulso, ele disse que não estava preocupada com as consequências de suas declarações.

“Estou preocupado em ser franco com a população, principalmente do Paraná. Não houve reflexão. Não se buscou pensar na melhor alternativa…votou se emocionalmente. Então, não foi uma eleição em que a população votou com a certeza que estava escolhendo o melhor para o país, que estava decidindo seu futuro. O que se desejou foi enterrar o PT nas urnas. Essa era a decisão do eleitor.”

‘Temos que pensar no Brasil de agora’

Sobre sua possível candidatura em 2022, Alvaro Dias afirmou que o partido está focado em construir uma opção que passe credibilidade e que confirmar um candidato na situação política de agora só iria causar alvoroço.

“Nosso objetivo é contribuir com as mudanças do país e não estamos pensando lá na frente. Colocar a candidatura agora apenas conturba o ambiente…eu vejo várias pessoas se movimentando como candidatos, mas não acho que seja o momento.”

Em seguida, Alvaro Dias afirmou que as forças de agora são para construir um partido forte, que mostre competência e que seja capaz de reconquistar a credibilidade da população.

“estou a disposição…porque eu estou liderando um processo. se o partido deseja que eu seja candidato, eu não tenho direito de me acovardar. Se nós viabilizarmos isso [construção do partido], aí sim poderei ser candidato novamente”

Confira as declarações durante a entrevista no RIC Mais Notícias!