Notícias

Aluna esfaqueada: agressora diz que filha foi ameaçada pela vítima antes

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

30 de novembro de 2018 - 00:00 - Atualizado em 30 de novembro de 2018 - 00:00

Merilyn Ferreira foi presa em flagrante pela Polícia Militar ao esfaqueada uma adolescente (Foto: Reprodução/RICTV)

Estudante esfaqueada permanece internada na UTI, em estado grave, no Hospital Evangélico

Marilyn Aguiar Ferreira, 30 anos, suspeita de ter esfaqueado uma estudante em frente a escola em que a filha dela estuda, no bairro Alto Boqueirão, em Curitiba, foi presa em flagrante. Aos policiais, ela disse que a filha teria sido ameaçada diversas vezes pela menina, antes de confusão ao lado de uma escola.

Briga em escola termina em facada em Curitiba

A diarista deu uma facada em uma estudante de 15 anos, ao tentar defender a filha de um grupo de mais de dez adolescentes, na Praça dos Eucaliptos, ao lado do Colégio Estadual João Langer Junior.

De acordo com a mãe da vítima, ela não faz parte de gangue sonora. A vítima, de 15 anos, tem a mesma idade da adolescente que teria sido alvo de ameaças.

A jovem esfaqueada Kamila Vitória Ferreira Pronçante, de 15 anos, está internada na UTI em estado grave, no Hospital Evangélico, após a mãe de uma aluna esfaquear a vítima no pescoço na chegada de uma escola, nesta quinta-feira (29), no bairro Boqueirão.

Segundo Solange Ferreira, mãe de Kamila, a filha está em coma com um coágulo na cabeça. “Minha filha está entubada, respirando por aparelhos. Os médicos disseram que esperam que ela reaja”, relatou bastante abalada a mãe da adolescente. 

Mãe esfaqueou estudante que tentou agredir sua filha (Foto: Tiago Silva/RICTV)

Agressora de estudante esfaqueada

A suspeita não tinha nenhuma passagem na polícia. No início da noite de quinta-feira (29), ela foi encaminhada ao 8º Distrito Policia, no bairro Portão, em Curitiba, depois de ser ouvida no Nucria.

A audiência de custódia pra analisar a legalidade da prisão, se ela vai ou não responder em liberdade.

De acordo com informações obtidas pela reportagem, a vítima teria ido tirar satisfação com a filha da suspeita em razão do companheiro, e, ao ver a ameaça, a mãe desferiu a facada contra a menina que não seria aluna.

O repórter Daniel Santos apurou que a mãe da aluna, suspeita de dar a facada na adolescente, teria pego um canivete e atingido o pescoço da estudante depois de ser agarrada pelo cabelo.

“É adolescente. Hoje tão brigando, amanhã tão se falando. Não adianta partir pra violência”, diz a mãe da vítima.

Agressora de estudante em Curitiba é interrogada

De acordo com o delegado Erik Wermelinger, durante depoimento a agressora teria dito que a vítima – internada na UTI – teria alegado que a filha dela teria dado em cima do marido, e essa seria a motivação da briga.

A Kamila, vítima da facada, teria ido três vezes até na casa da agressora que, preocupada com as ameaças, começou a acompanhar a filha na escola. Tudo teria começado após mensagens trocadas pela filha dela e o marido da vítima por aplicativo de mensagens.

A agressora será indiciada por tentativa de homicídio.

Mãe esfaqueou estudante que tentou agredir sua filha (Foto: Tiago Silva/RICTV)
Assista à reportagem completa sobre a estudante esfaqueada em Curitiba:

Confira as últimas informações dessa agressão brutal que deixou uma jovem em coma após briga em escola.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.